Cultura, Portimão

Vida e obra de Manuel Teixeira Gomes em destaque no TEMPO – Teatro Muncipal de Portimão

Os espectáculos agendados para os próximos meses pelo TEMPO – Teatro Municipal de Portimão anunciam um tempo de múltiplos regressos a Manuel Teixeira Gomes, traduzido numa programação estruturada em vários andamentos, inspirada na sua biografia duplicada, na sua literatura singular, no seu gosto musical, tudo isso declinado num conjunto diferenciado de espectáculos de música, dança e teatro,

Num primeiro andamento, incontornável, um regresso a Teixeira Gomes e ao tempo que lhe sucedeu. A abrir o trimestre, no dia 1 de Maio, o TEMPO recebe o espectáculo de teatro musical Deus.Pátria.Revolução, uma criação de Luís Bragança Gil e Luísa Costa Gomes inspirada num vasto reportório de cariz político que marcou a nossa história recente. No domínio da música, o destaque vai para a estreia mundial da composição original Gente Singular, criada por Bernardo Sassetti com a Sinfonietta de Lisboa a partir da geografia musical do escritor e político portimonense, a ser apresentada no dia 27 de Maio. Ainda na música, a 26 de Junho, mais um concerto da Orquestra do Algarve com Jan Krzysztof Broja ao piano, integrando o ciclo Concertos para Manuel Teixeira Gomes, desta vez com a música de Chopin e de Schumann. Outra estreia absoluta será o espectáculo de dança contemporânea inspirado na vida e obra de Teixeira Gomes, Dois Séculos, pelo Quorum Ballet, que poderá ser visto nos dias 9 e 10 de Junho.  

Num segundo andamento, a Oficina do Espectador, o projecto educativo do TEMPO, propõe uma programação para o público jovem. Os palcos do TEMPO abrir-se-ão a jovens actores, oriundos de Portimão e vizinhanças. O destaque vai para a mostra de teatro em contexto escolar que integra o Teatro da Caverna/Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes – que apresenta, nos dias 12 e 14 de Maio, uma adaptação cénica de Gente Singular -, o Grupo de Expressão Dramática da EB 2,3 D. Martinho Castelo Branco – que, a 11 e 12 de Junho, apresenta o espectáculo Mirante -, e a Oficina de Expressão Dramática da Escola EB 2,3 D. Nuno Mergulhão – que, no dia 18 de Junho, traz ao palco o espectáculo Fazer o que as Flores Fazem. 

Destaque também para os dois grupos das oficinas de teatro de A Gaveta que estarão em residência artística no TEMPO, para apresentar, nos dias 24 e 25 de Junho, o espectáculo Nove personagens à procura do autor… para o despedir! e, depois, através do grupo de teatro ¾ e um bocadinho, a 1 e 2 de Julho, uma nova criação.

Uma nota, ainda, para a reposição, entre 27 e 29 de Maio, da oficina Conta-me um turco que tanto interesse despertou na temporada passada. E a encerrar o ano escolar, a 18 de Junho, uma versão contemporânea de Cinderela, pelo Teatro de Marionetas do Porto.

Ainda no âmbito da Oficina do Espectador, para celebrar a chegada do Verão, nada melhor que um workshop de yoga e movimento, que, entre os dias 21 e 25 de Junho, convida adultos com curiosidade e gosto pelo movimento, com ou sem experiência em yoga e dança, a subirem ao Terraço do TEMPO, onde poderão desfrutar de uma magnifica vista sobre a cidade.

O ciclo Novos Sons constitui um terceiro andamento em que se cruzam alguns nomes emergentes da cena musical portuguesa com os Sons Locais, ciclo que visa a divulgação da, também emergente, cena musical portimonense. B fachada no dia 21 de Maio, Norberto Lobo a 18 de Junho e Tiago Bettencourt & Manta no dia seguinte, juntam-se aos artistas locais Zé Manel Martins & Banda Atlântica, a 7 de Maio, e Paulo Luz 4Teto, a 2 de Julho.

Finalmente, um quarto andamento, o das parcerias institucionais que visam criar sinergias. Desde logo, a parceria com a Junta de Freguesia de Portimão que, a pretexto do Centenário da República, promove as exposições O Estado Novo e a Mulher, patente entre os dias 26 de Maio e 5 de Junho, e Maria Veleda, que poderá ser visitada entre 11 e 30 de Junho.

Ainda na área da fotografia, a não perder também de 2 a 30 de Julho, a exposição de fotografias de Sónia Arrepia Singularidades na Simplicidade, que reúne um conjunto de imagens que procuram dar a conhecer um Algarve diferente da visão turística amplamente divulgada.

Destaque ainda para os espectáculos de teatro A Cova dos Ladrões e Insustentável Leveza, ambos criação da ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve, que poderão ser vistos nos dias 9 de Maio e 10 de Junho, respectivamente.

E, no quadro do programa Allgarve`10, a parceria com o Turismo do Algarve para a apresentação do concerto de jazz com o Dianne Reeves Quartet, onde a cantora apresentará, a 16 de Maio, o seu novo trabalho com o selo da Blue Note, When You Know.

Os bilhetes para os espectáculos estão  à venda na bilheteira do TEMPO, de terça a sábado, das 14h00 às 19h00, e em dias de espectáculo das 14h00 às 21h30.  

 
 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *