Sardoal, Sociedade

Câmara de Sardoal apela a Ministro para resolver anomalias nos semáforos da EN2

O Município de Sardoal, uma vez mais, enviou exposições formais ao Ministro das Obras Públicas e à Governadora Civil de Santarém, apelando à resolução urgente do caso das avarias constantes e permanentes do sistema de semáforos instalado na Estrada Nacional 2, nos cruzamentos que atravessam o Concelho de Sardoal.

            À longo tempo que o sistema semafórico da EN2, entre os Kms 382 e 383 (Valongo – Quinta das Gaias) se encontra avariado e inactivo, pondo em causa a segurança rodoviária naquele local.    

            Apesar dos frequentes alertas do Município à Estradas de Portugal, S.A., o Centro Operacional Centro Sul da Delegação Regional de Santarém responde de forma evasiva e que – no dizer do Presidente da Câmara, Fernando Moleirinho – “pronunciam um tempo de espera para além do razoável”.

            Aquela estrutura da Estradas de Portugal tem dito “que foram consultadas empresas da especialidade para apresentação de preços para a substituição do sistema semafórico” daquela via, mas a elevada perigosidade daquela estrada exigiria uma resolução rápida e eficiente, o que não tem acontecido.

            Recorde-se que esta saga dura há longos anos e que, no início do ano passado, o Município pediu mesmo a urgente intervenção do Presidente da República e do Primeiro-Ministro.

            Na ocasião, a Estradas de Portugal efectuou uma reparação nos semáforos, mas logo depois, as anomalias regressaram e nunca mais pararam.

            Os cruzamentos de Sardoal da EN2 e os problemas sucessivos com o mau funcionamento dos semáforos já originaram diversos acidentes mortais e outros com feridos graves e elevados prejuízos morais e materiais.

            No documento enviado ao Ministro, o Presidente da Câmara questiona às entidades sobre quantas vidas humanas serão ainda necessárias perder para que sejam tomadas medidas.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *