Cultura, Póvoa de Varzim

Festa do Livro e da Leitura termina com balanço positivo – P. Varzim

Abril está prestes a terminar e com ele chega ao fim o programa de actividades da Festa do Livro e da Leitura organizada pela Biblioteca Municipal. “Olhares sobre o livro e a leitura” é o título da tertúlia que amanhã, 27, às 21h30, tem lugar na Biblioteca Municipal e encerra a programação. A iniciativa integra-se na reunião do Rotary Club da Póvoa de Varzim e contará com a intervenção de Manuel Costa, Director da Biblioteca Municipal.

Até ao dia 23, Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, decorreu a iniciativa “Livros na Rua” que consistiu na criação de um novo espaço de cultura num lugar que já foi um estabelecimento comercial com o objectivo de levar o livro aos locais mais improváveis e deste modo atrair novos públicos à leitura. A este propósito, A Biblioteca Municipal, em parceria com a Associação “Comércio ao Ar Livre” (ACAL), levou a cabo a campanha “Faça compras, receba livros!” que consistiu na oferta de uma edição municipal por cada dez euros de compras, em lojas aderentes, no dia 23. Foram, assim, oferecidos cerca de 600 livros, sendo que entre os títulos mais escolhidos surge Histórias do Mar da Póvoa de José de Azevedo, Azulejaria de fachada na Póvoa de Varzim e Vencer o mar, ganhar a terra, ambos de Sandra Amorim.
À semelhança desta, outras acções foram desenvolvidas pela Biblioteca Municipal no sentido de promover o livro e a leitura, levando o livro ao Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/ Vila do Conde – Leituras no Hospital (8 e 22 de Abril) –, à Beneficente e à Santa Casa da Misericórdia – Leitura Sénior (23 de Abril). Actividades que se inserem no programa “Livros Fora de Portas” que procura fomentar a leitura fora dos espaços da Biblioteca, através de projectos dirigidos a diversos públicos-alvo, desde as crianças dos jardins de infância àquelas que se encontram na pediatria do Hospital e aos mais idosos, de instituições de apoio à terceira idade.
O Dia Mundial do Livro conheceu ainda a 5ª edição de “Vamos passar o testemunho”, uma actividade de incentivo à escrita destinada ao público escolar, cuja história nos fala de uma aldeia de Portugal onde morava um menino chamado Dinis que era um sonhador e um dia teve uma ideia e sentiu que a podia concretizar com a ajuda dos amigos. Esta narrativa ilustrada é resultado de um trabalho conjunto de alunos dos 3º e 4ª anos das seguintes escolas do concelho: EB1 Aldeia Nova – Aver-o-Mar, EB1 Refojos – Aver-o-Mar e EB1 Desterro – Póvoa de Varzim. Criado no ano lectivo 2004/2005, “Vamos passar o testemunho” promove nas crianças o gosto da escrita aliada à ilustração. Através deste projecto, os alunos de uma turma de determinada escola iniciam uma história, ilustram-na e passam-na a outras turmas e assim sucessivamente perpassando todas as escolas envolvidas.
Este dia ficou também marcado por uma tertúlia sobre “O Valor dos Livros”, n’ A Filantrópica, que reuniu Armando Marques, José dos Santos Marques, Sandra Brandão e Manuel Costa numa conversa moderada por Catarina Pessanha e que contou ainda com a presença de Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura. Armando Marques e José dos Santos Marques, dois dos sócios fundadores d’ A Filantrópica, recordaram que a Biblioteca d’A Filantrópica foi instalada em 1934 e pretendia disponibilizar livros de instrução profissional e bibliografia sobre a Póvoa de Varzim. Sandra Brandão, presidente d’A Filantrópica e Manuel Costa, Director da Biblioteca, referiram-se ao facto desta biblioteca associativa ter sido doada à Biblioteca Municipal em 2008 com o objectivo de salvar um acervo documental em deficiente estado de conservação. Trata-se de uma biblioteca constituída por 2412 títulos e cujas áreas temáticas abrangem literatura, história, educação, política e autores locais, revelando-se de singular interesse para a divulgação da História Local, sendo que um dos núcleos documentais em destaque é sobre a República. Manuel Costa informou que já foi feita a digitalização das capas de todos os livros e está a ser feita a digitalização das obras mais antigas de modo a permitir a sua divulgação através de folhetos bibliográficos, em suporte papel e digital, cumprindo, a Biblioteca Municipal a sua missão de preservação e salvaguarda da memória das bibliotecas associativas no património bibliográfico local.
Até sexta-feira, dia 30, ainda poderá usufruir da campanha “Novos Leitores” que contempla a oferta de uma edição municipal a quem se inscrever como sócio da biblioteca através da solicitação do cartão de leitor.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *