Cultura, Matosinhos

“Matosinhos em Jazz” anima noites do Norte

Biel Ballester Trio, Orquestra Jazz de Matosinhos, Bernardo Sassetti, Jacques Loussier Trio, Trio Samuel Quinto e Dianne Reeves são os artistas convidados que integram o cartaz do festival “Matosinhos em Jazz”, que decorrerá entre 12 e 15 de Maio. Assim, e durante quatro dias, a cidade de Matosinhos vai transformar-se numa verdadeira capital do jazz onde todos os visitantes terão a oportunidade de ouvir alguns dos mais importantes nomes do jazz.
 
Organizado pela Câmara Municipal de Matosinhos, o “Matosinhos em Jazz” é um dos mais prestigiados festivais de jazz em Portugal, tanto em termos de afluência de público – na edição anterior o festival contou com a presença de 3500 espectadores –, como pela excelente programação apresentada ao longo dos anos.
 
Ao Biel Ballester Trio caberá a responsabilidade do concerto de abertura do “Matosinhos em Jazz” que decorrerá no Cine Teatro Constantino Nery e terá entrada livre. Os restantes concertos realizar-se-ão no Auditório da Exponor, sendo o valor dos bilhetes de 10,00€.
 
O programador do evento, António Ferro, uma das maiores personalidades do jazz em Portugal, refere que a escolha do cartaz deste ano teve em conta inúmeras componentes: “Quando idealizamos o cartaz do “Matosinhos em Jazz” de 2010 pensámos em primeiro lugar em trazer nomes do conhecimento geral do público, que por si só são um atractivo para o público. Por outro lado, pretendemos também dar um certo relevo à prestação vocal já que é a melhor forma de chamar um público menos conhecedor do jazz e poder filiá-lo.”
 
Para além disso, António Ferro salienta ainda outros pontos importantes a destacar no cartaz “Matosinhos em Jazz”, “nomeadamente o facto de se aproveitar os concertos duplos para se dar a conhecer os valores nacionais e assim dar a oportunidade aos projectos nacionais de poderem partilhar o mesmo palco que os nomes consagrados internacionais. Nesta edição pretendemos ainda dar uma certa abertura à programação, oferecendo ao público as diferentes configurações estilísticas que o jazz apresenta actualmente. Por fim, é nossa intenção reflectir no “Matosinhos em Jazz” toda a actividade de jazz realizada durante o ano pela Câmara Municipal de Matosinhos, situação única num festival de jazz em Portugal.”
 
A 14ª edição do Matosinhos em Jazz apresenta também diversas actividades paralelas como o “Matosinhos Jazz Award”, um prémio criado na 12ª edição do festival e que pretende homenagear aqueles que ao longos das suas vidas mais contribuíram para a divulgação do jazz nas suas mais diversas formas.
 
A animação de rua será outra das vertentes da 14ª edição do festival de Matosinhos que aposta numa acção directa de rua composta por uma actuação de uma banda de Dixieland. Segundo explica, António Ferro, “o objectivo desta iniciativa única é levar o “Matosinhos em Jazz” a um contacto directo com a população através da animação de rua (Matosinhos e Porto), com a presença de um grupo musical, de forma a chegar a um público diferenciado e de dar a conhecer o mesmo.”
 
Para a edição deste ano do “Matosinhos em Jazz” as expectativas são positivas, como nos conta o programador do festival: “As expectativas são boas, dando continuidade ao sucesso do ano passado, com salas cheias (um dia esgotou completamente) e uma enorme procura de bilhetes. A Dianna Reeves vai, certamente, conseguir lotar a sala que é o maior recinto fechado (perto de mil lugares) dos festivais de jazz em Portugal. Assim, como o convite endereçado ao Jacques Loussier um dos maiores pianistas intérpretes de Bach que irá por certo atrair um público mais erudito. O “Matosinhos em Jazz” afirma-se pela sua abertura aos géneros musicais que influenciaram e foram influenciados pelo jazz.”

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *