Arouca, Sociedade

Geopark Arouca festejou um ano de integração nas Redes Europeia e Global de Geoparks

No dia em que se celebrou o Dia Mundial da Terra 2010, a 22 de Abril, o Geopark Arouca festejou o 1º aniversário da integração nas Redes Europeia e Global de Geoparks (EGN/GGN), sob os auspícios da UNESCO.
 
Para celebrar este dia, a AGA – Associação Geoparque Arouca promoveu, no Museu Municipal de Arouca, a realização de uma vídeo-conferência, com o Coordenador da EGN (Rede Europeia de Geoparks) Nickolas Zouros, desde o Geopark da Floresta Petrificada de Lesvos – Grécia.
 
Esta comemoração contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Arouca, Artur Neves, da Presidente da Direcção da AGA, Margarida Belém, do Coordenador Executivo, António Carlos Duarte e do Coordenador Científico do Geopark Arouca, Artur Sá, tendo este reconhecido o trabalho realizado durante este ano e salientado, uma vez mais, que o Geopark Arouca não é uma Disneylândia para geólogos, mas sim um território de e para os arouquenses, onde todos devem contribuir para a sua valorização. Durante a sua intervenção, Artur Neves sublinhou a importância do Geopark Arouca no desenvolvimento do Turismo de Natureza no concelho e na visibilidade que Arouca tem tido a nível nacional e internacional. Por seu lado, Margarida Belém referiu que o Geopark Arouca pretende afirmar-se como uma referência ao nível da geo-educação e do geoturismo, estando já prevista a realização, em 2011, de um Congresso Internacional de Geoturismo, em Arouca. Nickolas Zouros congratulou os presentes por este dia e referiu que o Geopark Arouca é, já, uma referência para os territórios que pretendam tornar-se geoparks.
 
Após as intervenções e para assinalar o Dia Mundial da Terra, os alunos do 12ºB, da Escola Secundária de Arouca, interagiram com o Coordenador da EGN, apresentando trabalhos científicos, da área das Ciências da Terra, baseados na Geodiversidade do Geopark Arouca: “O Mosteiro de Arouca como Geo-monumento”, “A influência dos incêndios nas propriedades físicas dos solos” e “ A influência das escombreiras das minas de Regoufe e Rio de Frades”. Os presentes tiveram, ainda, a oportunidade de colocar questões a Nickolas Zouros, sobre a importância e o papel dos Geoparks para a compreensão do planeta Terra.
 
O evento culminou com um Geo-brinde, onde “afloraram” Pedras Parideiras doces que acompanharam o bolo decorado com os logótipos do Geopark Arouca e das Redes Europeia e Global de Geoparks.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *