Póvoa de Varzim, Sociedade

Proteste mostra satisfação dos poveiros no que respeita a recolha dos resíduos – P. Varzim

Na sua edição de Abril a revista Proteste apresenta um inquérito ambiental sobre a recolha de resíduos onde a Póvoa de Varzim aparece em lugar de destaque pela satisfação dos munícipes no que respeita à recolha de plástico e metal e à recolha de lixo.
O inquérito tem como universo 69 concelhos (com mais de 50 mil habitantes e ainda capitais de distrito), que representam 70% da população e ainda a opinião de 5031 cidadãos, residentes nos concelhos estudados, que responderam a inquéritos de satisfação.
No que respeita à satisfação com a recolha de plástico e metal a Póvoa de Varzim reúne 7.9 pontos, um ponto acima da satisfação média (6.9). É apenas ultrapassada por Portimão, que apresenta 8.4 pontos. Quanto à satisfação com a recolha de lixo, os munícipes inquiridos atribuíram uma pontuação de 7.5, também superior à satisfação média, novamente de 6.9 pontos.
Este é um excelente resultado para um município que tem vindo a investir na melhoria e actualização das estruturas que coloca ao serviço da população de forma a contribuir para a correcta separação e deposição dos resíduos. A aposta tem passado, essencialmente, pela sensibilização para a separação do lixo reciclável. Os resultados são visíveis – de 2008 para 2009 diminuíram as toneladas de resíduos urbanos indiferenciados recolhidos – de 31.485 toneladas em 2008 passou para 30.634 toneladas em 2009. Como tal, a recolha de resíduos diferenciados tem aumentado: das 388 toneladas recolhidas em 2008, atingiram-se as 515 toneladas em 2009. Estes são números que vão de encontro ao que é registado a nível nacional. A Proteste indica que em 2008 foram enviados para reciclagem mais 39% de vidro, 91% de metal, 76% de papel e cartão e 117% de plástico do que em 2005.
A Póvoa de Varzim faz parte dos concelhos estudados em que 100% da população é servida por uma rede de ecopontos que permite separar o vidro, o papel e o cartão, o metal, o plástico e ainda pilhas. No total, a Póvoa de Varzim conta com 64 ecopontos, 127 ecopontos com pilhão e 101 vidrões isolados. Para além destes equipamentos, a Póvoa de Varzim conta com outros mais que alargam o leque de resíduos que podem ser separados e valorizados através da reciclagem, sendo por isso um dos concelhos com maior oferta nesta área. Não há, por isso, desculpa para não reciclar na Póvoa de Varzim! Entre esses equipamentos contam-se: 
Oleão – disponível no Parque de Viaturas, na Rua Almeida Brandão (em frente ao Cemitério Municipal nº1) e no Ecocentro, sito no Parque Industrial de Laundos. Este equipamento permite a poupança, pois ao colocar correctamente o óleo nos pontos de recolha em vez de o despejar pelo lava-loiça e outros sistemas de drenagem, a população evita a contaminação das águas, um bem que, como se sabe, é escasso e implica elevados custos para o seu tratamento. O óleo alimentar usado deve ser colocado em garrafas de plástico e só então depositado no oleão.
Roupão – equipamento para a reciclagem de vestuário (roupa e calçado). Ao depositar no Roupão resíduos têxteis, o munícipe está a contribuir para a diminuição da quantidade de quilos de resíduos destinados aos aterros sanitários e à incineração, melhorando a qualidade do ambiente, e também para a reutilização de materiais têxteis para a actividade industrial, prolongando-lhe a sua vida de uso, evitando a extracção de matérias-primas da natureza. Existem sete Roupões espalhados pela cidade. 
Recolha de “Monstros” – “Monstros” são objectos que pelo seu volume, forma ou dimensões não podem ser recolhidos pelos meios normais de remoção. A Câmara Municipal dispõe de um dia por semana e por freguesia para a recolha destes materiais. Veja no portal municipal o calendário.
Depositrão – o mais recente equipamento de reciclagem instalado na Póvoa de Varzim. Situa-se junto ao parque de estacionamento no Departamento de Desenvolvimento Local (antigo quartel). Ali podem ser depositados pequenos equipamentos eléctricos e electrónicos em fim de vida.
Recolha multi-material porta a porta – a autarquia disponibiliza dois circuitos de recolha de papel e cartão porta a porta, junto de restaurantes, cafés, mercearias ou pequenas indústrias de todo o concelho. Uma viatura, adaptada a este serviço e oferecida pela Lipor, faz dois circuitos distintos: o primeiro percorre a Avenida Mousinho de Albuquerque, a Avenida dos Banhos e o Largo Caetano Oliveira; o segundo percorre Argivai, Póvoa de Varzim (Rua Gomes Amorim), Aver-o-Mar, Navais e Estela.
Projecto Terra à Terra – visa promover a redução dos resíduos orgânicos ao nível das habitações, já que uma boa percentagem dos materiais orgânicos pode ser valorizada através da compostagem caseira, facilmente praticada nas habitações, tendo igualmente como benefícios o contacto com a natureza, a melhoria dos solos e, claro, um ambiente melhor.
Operação Restauração 5 Estrelas – recolha dos resíduos sólidos orgânicos em restaurantes e cantinas aderentes, com o objectivo de ser produzido um correctivo orgânico (Composto) bastante vantajoso em termos ecológicos.
Contentores para dejectos caninos – na Póvoa de Varzim existem 33 “Sanecan’s”, que permitem a deposição de dejectos caninos. Os proprietários ou acompanhantes de animais devem proceder à limpeza e remoção imediata dos dejectos produzidos por estes animais nas vias ou outros espaços públicos. A deposição deverá ser efectuada nos Sanecan’s existentes na via pública ou na sua falta nas papeleiras. O Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos (RMRSU) em vigor neste concelho, prevê a aplicação de coimas aos infractores, num valor que pode ir até 250 €.
Ecocentro – situado no Parque Industrial de Laundos, permite a deposição de vidro, papel e cartão, plástico, metal, pilhas, baterias e acumuladores, óleos alimentares usados, óleos de motor, resíduos verdes, electrodomésticos, lâmpadas, madeiras, resíduos de construção e demolição, têxteis, redes, esferovites. Foi especificamente criado para a recolha de materiais recicláveis que não podem, pelas suas dimensões ou matérias de que são feitos, ser colocados nos ecopontos que se encontram espalhados por todo o concelho. Está aberto entre as 7h00 às 19h00 de segunda a sexta-feira e as 7h00 às 18h00 ao sábado.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *