Arouca, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Sociedade, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia

Único Canil oficial do Norte completa dois anos de vida

A sensibilização para a adopção de animais domésticos existentes no canil intermunicipal do Entre Douro e Vouga é a «tarefa de momento» da estrutura, que assinala no próximo dia 27 o seu segundo aniversário.

«Com apenas dois anos de vida, este espaço tem tido uma actividade muito interessante, quer ao nível de adopções, quer ao nível da dinamização associada à sensibilização para tratar e cuidar dos animais», afirmou o secretário-geral da Associação de Municípios de Terras de Santa Maria (AMTSM), António Teixeira.

As comemorações do aniversário do único canil da região Norte preparado para receber animais de outros países que chegam ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, decorrem entre 22 e 26 de Março.

«Vamos abrir o espaço à comunidade, convidando as pessoas a tomarem conta do trabalho que está a ser feito a este nível na região», disse, esperando, sobretudo, a adesão por parte das escolas.

Ao longo da semana comemorativa foi também definido um período especial de adopção – durante a tarde, de segunda a sexta-feira.

O equipamento – localizado no antigo aterro sanitário da serra do Pereiro (freguesia de Ossela), em Oliveira de Azeméis – estende-se por uma área de 3.000 metros quadrados, com condições para albergar simultaneamente 100 animais.

O canil, um projecto da responsabilidade da AMTSM, recebeu até final do passado ano 2.577 animais, 566 dos quais foram adoptados.

O canil encontra-se ao serviço dos municípios de Arouca, Oliveira de Azeméis, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira e Vale de Cambra, mas tem recebido animais de outros concelhos, por ser o único centro de recolha oficial na região Norte.

A AMTSM tem desenvolvido também desde a sua inauguração em 27 de Março de 2008 um conjunto de acções, para além da captura dos animais.

Promoção de visitas, campanhas de controlo de cães vadios e de vacinação anti-rábica, são outras das iniciativas desenvolvidas no âmbito deste projecto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. Bom dia. Sei da existência do canil Intermunicipal desde a primeira hora, porque sou amigo de uma Associação de Defesa dos Animais, com séde em V.Cambra. Caro Senhor Secretário António Teixeira e Caríssimos Presidentes dos Municípios de Entre o Douro e Vouga, pelo que sei, desde a abertura do canil até esta data, nunca promoveram uma política de abertura à sociedade civil, no sentido de se efectuarem parcerias, com o objectivo de se introduzirem melhorias no funcionamento do canil!!
    Dizem, que receberam 2.577 animais (cães e gatos?) até final do ano de 2009, tendo sido adoptados 566!! PERGUNTO o que aconteceu aos restantes? Estão no canil? Parece-me que não? Fugiram? Não creio.
    A resposta é bem cruel, foram incinerados!!!!! Não afirmo, que se possam salvar todos os animais recolhidos, até porque alguns deles já estão em fase terminal, no entanto, políticas podem ser introduzidas para diminuir o óbvio!!! Porque não ACEITAM e não promovem parcerias com as Associações existentes? Capricho e teimosia dos “Políticos”, que nada percebem destas problemáticas de defesa dos animais!! Alguns “Políticos”, até foram e são caçadores!! Sei muito bem qual o pensamento dos mesmos.
    Cumprimentos Albano Braga (Membro da Assembleia Municipal de Vale de Cambra)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *