Arouca, Desporto, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia

Voleibol: André Lopes ergue Taça da bélgica

O Noliko Maaseik, de André Lopes, ergueu a Taça da Bélgica pela quarta vez consecutiva ao derrotar o VC Euphony Asse-Lennik, por 3-1 (25/27, 25/19, 29/27 e 25/18), na Final, presenciada por cerca de 5.000 espectadores.

O zona 4 português somou, assim, o seu quinto troféu ao serviço dos campeões belgas: 1 Campeonato, 2 Taças da Bélgica e 2 Supertaças.

A formação da cidade de Maaseik venceu a segunda competição mais importante do Voleibol belga pela 13.ª vez: 1985/86, 1990/91, 1996/97, 1997/98, 1998/99, 2000/01, 2001/02, 2002/03, 2003/04, 2006/07, 2007/08 e 2008/09 e 2009/10. 

Antigo jogador do Noliko, mas agora a representar o Beauvais Oise Université Club, da Liga A francesa, o distribuidor Nuno Pinheiro esteve também em evidência ao contabilizar 11 pontos (5 através de serviços) no triunfo, fora, sobre o Ajaccio: 3-1 (25/22, 28/30, 25/18 e 25/20).

Com esta vitória, o Beauvais manteve o 7.º lugar classificativo.

O Stade Poitevin Volley-Ball Pro, de Carlos Teixeira, recebeu e venceu (3-0: 25/20, 25/17 e 25/21) o Nice e subiu ao 3.º lugar na classificação do mais importante campeonato francês.

Menos sorte teve o Club Alès en Cevennes Volley-Ball, de Eurico Peixoto, que perdeu, em Saint-Quentin, pela margem máxima (15/25, 19/25 e 25/27), tendo descido para o 14.º lugar na classificação.

O zona 4 português somou 4 pontos.

Em femininos, o Pays d’Aix Venelles Volley-Ball, de Catarina Martins, perdeu, em Nîmes por 2-3 (17/25, 15/25, 25/23, 25/22 e 12/15) e mantém-se no 3.º lugar na classificação da Poule C do Nationale 2. 

Na Alemanha, o VFB Friedrichshafen, de João José, ultrapassou, sem grande dificuldade (3-0: 25/15, 25/17 e 26/24), o VC Franken e continua a liderar, invicto, a Bundesliga 1.

O capitão da Selecção Nacional contabilizou 4 pontos (todos conseguidos no ataque). 

Em Itália, o CoprAtlantide Piacenza, de Valdir Sequeira, subiu ao 4.º lugar classificativo da Liga A1, com menos um ponto do que o 3.º classificado, a Sisley Treviso, após vencer na recepção ao Aran Cucine Abruzzo Pineto: 3-0 (25/17, 25/21 e 25/16).

Apesar de só ter sido titular no 3.º set, o oposto da Selecção Nacional somou 8 pontos, consequência de 3 serviços directos e 5 ataques concretizados em 6 tentativas.

Recorde-se que em Itália, França e Bélgica as vitórias por 3-0 e 3-1 são recompensadas com 3 pontos; o triunfo por 3-2 soma 2 pontos; a derrota por 2-3 vale um ponto e as derrotas por 1-3 ou 0-3 não dão direito a amealhar qualquer ponto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *