Santa Maria da Feira, Sociedade

«Mensagem de Amor» contra a violência no namoro – Sta. Maria da Feira

A campanha «Mensagem de Amor» realiza-se esta sexta-feira, tendo como pano de fundo a proximidade do Dia dos Namorados e como objectivo a prevenção da violência no namoro (VN).

A iniciativa é organizada pelo «Espaço Trevo», uma estrutura do projecto «Direitos & Desafios» da autarquia de Santa Maria da Feira, e vai decorrer durante a tarde e pela noite dentro.

A partir das 14:00, e até às 18:00, o largo Dr. Gaspar Moreira, na cidade de Santa Maria da Feira – junto ao edifício-sede da Câmara Municipal –, será palco para o «Arraial do Amor».

O «Arraial do Amor» vai ter barraquinhas com trabalhos feitos nas instituições concelhias aderentes à iniciativa, teatro, dança e música, com «Uma história de amor», espaço para a criação de um mural, a «rádio do amor», a possibilidade de se tirar «uma fotografia a dois» e «outras surpresas».

O «grande encontro pela não-violência no namoro» decorrerá a partir das 21:00, no auditório da biblioteca municipal de Santa Maria da Feira.

A «Partituna» – tuna académica do Isvouga vai abrir a noite, seguindo-se o teatro-fórum «O que é que se passa?», durante o qual o público poderá interagir com os actores que fazem de casal de namorados, e a tertúlia «Mensagem de Amor», integrada pelo Beto, vocalista dos «DR1VE», pelo actor «Cifrão», da série «Morangos com Açúcar», por Manuel Albano, vice-presidente da comissão para a cidadania e igualdade, e por uma técnica do «Espaço Trevo».

O fecho do «grande encontro» ficará a cargo de Beto.

«A campanha surge na sequência do trabalho que fazemos, há cerca de quatro anos e meio, no âmbito da prevenção», salientou Hugo Cruz, coordenador do «Direitos & Desafios».

O responsável referiu que o projecto tem vindo a trabalhar no universo escolar do município, mas que também tem desenvolvido iniciativas visando a comunidade em geral. A VN e a violência doméstica são temas na ordem do dia.

Hugo Cruz perspectivou a realização do «Arraial do Amor» realçando-lhe a diversidade.

«Haverá um pouco de tudo – dos poemas de amor às serenatas, vamos ter teatro, dança, também alguns doces relacionados com as tradições dos namorados e os lenços dos namorados», enumerou.

O coordenador ainda sublinhou a participação de 22 instituições concelhias, na sua maior parte escolas e IPSS (instituições particulares de solidariedade social).

«É uma celebração pela positiva», concluiu, realçando que, mais do que a violência, o tema-forte será mesmo «o amor».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *