Economia, Santa Maria da Feira

Vinhos da «Sainsbury’s» com rolhas de cortiça certificadas – Sta. Maria da Feira

As rolhas de cortiça usadas nos vinhos da «Sainsbury’s» – segunda maior cadeia de supermercados do Reino Unido – são certificadas desde o início do ano pelo FSC (Forest Stewardship Council), anunciou fonte da Corticeira Amorim.

A medida surge no seguimento de uma parceria estabelecida com o grupo de Santa Maria da Feira – fornecedor exclusivo de rolhas de cortiça da «Sainsbury’s» – e visa «a preservação do montado de sobro, um ecossistema que presta valiosos serviços ambientais».

Num trabalho feito em conjunto com várias cadeias de supermercados inglesas, a Corticeira Amorim tem, ao longo do último ano, «desenvolvido esforços no sentido de garantir que o maior número de rolhas possível é produzido de acordo com os princípios definidos pelo FSC para as florestas sustentáveis».

«O comércio do vinho do Reino Unido tem uma contribuição essencial para a manutenção deste desenvolvimento sustentável, que assegura um equilíbrio entre as questões ambientais, sociais e económicas», disse Victor Ribeiro, da corticeira.

«A rolha de cortiça continua a ser responsável por uma percentagem fundamental do valor criado pela indústria da cortiça, sendo que o tipo de liderança demonstrada pela “Sainsbury’s” se reveste de uma grande importância dado que influenciará um comércio mais sustentável», acrescentou.

A Corticeira Amorim «foi a primeira empresa de “packaging” do mundo a obter a certificação FSC, oferecendo aos seus clientes a possibilidade de optarem por cortiça originária de herdades florestais» geridas de acordo com esta norma internacional.

O primeiro vinho a ser engarrafado com rolha certificada será o premiado Sainsbury’s Blanc du Noirs Champagne, que foi vendido a uma média de 10.000 garrafas por semana no período que antecedeu o Natal.

A previsão é que até ao final de 2010 a quantidade de vinhos engarrafados com rolhas FSC ascenda a seis milhões de unidades, número que tornará a «Sainsbury’s» no maior utilizador de cortiça certificada do mundo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. Notícia muito importante para o sector corticeiro. Só que falta acrescentar ao que a notícia relata que a certificação FSC, do ponto de vista do produto “Rolha de Cortiça” não aporta nada de especial ao produto final.Mais, muito mais importante do que a certificação FSC é que as rolhas sejam trabalhadas adequadanmente, desde a floresta à garrafa. Ou seja, se o Código das Práticas Rolheiras não for cumprido, se o processamento das rolhas não for o adequado de nada adianta ter a floresta de sobro certificada.
    Mia importante , ainda, é a irradicação dos mofos e gostos estranhos. Aqui sim. Nesta matéria de realçar o excelente trabalho realizado pelo CTCOR, Centro Tecnológico da Cortiça, que ao desenvolver o processo de cozedura e de lavação SYMBIOS, veio de uma vez por todas por fim à questão dos gostos estranhos. A certificação FSC foi um estratagema a que o Grupo Amorim e seus satélites deitaram mão para o utilizarem como peça de marketing. No fim, quer as rolhas sejam de cortiça de floresta certificada FSC, quer sejam de outra qualquer floresta serão sempre boas se forem bem trabalhadas,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *