Cultura, Oliveira de Azeméis

Prémio de Jornalismo Juvenil Bento Carqueja continua a estimular o gosto pela escrita – organização – Oliveira de Azeméis

O Prémio de Jornalismo Juvenil Bento Carqueja, cujos vencedores são esta sexta-feira distinguidos, persiste em estimular o gosto pela escrita entre os jovens, mas a adesão «podia ser maior», reconhecem os promotores.

«Temos tido sempre participantes em número suficiente para continuar, mas gostaríamos de uma maior adesão por parte dos alunos», disse à EDV Informação a presidente da Associação do Prémio de Jornalismo Juvenil Bento Carqueja, Sónia Feliciano Martins.

A instituição – ligada à Escola Secundária Soares Basto (ESSB) – promove este ano a nona edição do galardão, que serve para homenagear Bento Carqueja (1860-1935), considerado «um dos mais importantes vultos» nascidos em Oliveira de Azeméis.

A iniciativa destina-se a «revelar e divulgar novos valores no âmbito da actividade jornalística», entre os alunos do ensino secundário do Centro de Área Educativa de Entre Douro e Vouga.

O júri da edição 2009 do Prémio de Jornalismo Juvenil Bento Carqueja – modalidade de Crónica – decidiu atribuir o galardão ao trabalho «Uma linha», de Liliana Filipa da Silva Borges, aluna do 10º ano da ESSB.

O segundo prémio foi para «A macacada no trânsito», de Daniel Filipe Moreira Alves da Silva, aluno do 12º ano da ESSB.

«Pessoas», de Margarida Correia Barbosa, aluna do 10º ano, da ESSB, obteve o terceiro posto.

O júri – que atribuiu ainda uma menção honrosa ao trabalho «Simplicidade», assinado Daniel José Dias Gomes, aluno do 12º ano da ESSB – foi constituído por Ângela Amorim (EDV Semanário), Armor Pires da Mota (Jornal da Bairrada) e Paulo Moura (Público).

Bento Carqueja contribuiu para tornar possíveis obras como a linha férrea do Vale do Vouga, a Fábrica de Papel do Caima, o parque de La-Salette ou a rede de iluminação pública.

Natural de Oliveira de Azeméis, onde nasceu a 06 de Novembro de 1860, está ligado também ao jornalismo. Em 1880 começou a colaborar no extinto jornal «O Comércio do Porto», fundado por um dos seus tios. Aquando do falecimento deste familiar, torna-se co-proprietário daquele diário, assumindo a sua direcção.

A cerimónia de entrega dos prémios realiza-se sexta-feira, na ESSB, a partir das 14:30.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *