S. João da Madeira, Sociedade

Internacionalização marca Dia do Empresário e Empreendedor – S. João da Madeira

A conjuntura económica actual implica «uma maior aposta na internacionalização», defendeu o presidente do Clube de Empresários de S. João da Madeira (CESJM), Álvaro Gouveia.

«Alargar cada vez mais os mercados deve ser o desígnio do meio empresarial para ultrapassar o momento desfavorável em que se encontra», afirmou à EDV Informação Álvaro Gouveia.

O CESJM promove esta quinta-feira o Dia do Empresário e Empreendedor dedicado precisamente à internacionalização, esperando que seja «um espaço de reflexão e partilha de conhecimento».

«O tema da iniciativa é muito actual e não pode deixar de fazer parte das nossas preocupações. O aspecto mais importante a salientar na abordagem da internacionalização é o de dar voz ao discurso directo e prático, com o testemunho de empresários», explicou.

Segundo Álvaro Gouveia, 2010 assume-se como «um ano em que toda a gente tem alguma incerteza», sendo necessário para tal criar soluções.

«As empresas vivem sob uma conjuntura muito desfavorável e pensam que esse cenário não se vai alterar significativamente em 2010. Por isso, devemos estar preparados e uma das nossas ferramentas é a internacionalização», acrescentou.

Já no passado ano, o CESJM dinamizou um encontro dedicado à internacionalização com a Federação da Rússia, onde pretendeu dar a conhecer às empresas portuguesas o mercado do Leste da Europa, em especial o russo.

O programa do Dia do Empresário e Empreendedor – a decorrer no Centro Empresarial e Tecnológico de S. João da Madeira – arranca às 17:15, com a abertura a cargo de Álvaro Gouveia, seguindo-se o primeiro painel («A AICEP e os Apoios à Internacionalização»).

Durante os trabalhos, cinco empresários da região falam sobre a forma como encaram a internacionalização dos seus negócios.

A iniciativa, que inclui um jantar temático, serve para apresentar os incentivos «MERCA», que visam a modernização e qualificação das pequenas e médias empresas dos sectores do comércio e serviços.

O programa engloba ainda uma abordagem da ATEC (Academia de Formação), uma instituição que quer contribuir para o enriquecimento do País, potenciando o crescimento de pessoas e organizações.

O CESJM foi fundado em 2005 e conta actualmente com cerca de 70 empresas associadas – metade de S. João da Madeira e outra metade oriundas dos outros municípios do Entre Douro e Vouga.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *