Cultura, Póvoa de Varzim

Crianças e jovens celebraram o Mar na Póvoa de Varzim

Música, literatura, teatro e património marítimo foram os temas escolhidos para celebrar dia 16 de Novembro, o Dia Nacional do Mar na Biblioteca e no Museu Municipais. Os principais convidados foram as crianças que, ora no âmbito das suas actividades escolares, ora em família, assinalaram a efeméride.
A Biblioteca Municipal preparou, logo pela manhã, a leitura dramatizada e encenada de Viagem no Mar para as crianças do Jardim-de-infância Santo António, no Diana Bar. À tarde, foi a vez de percorrer as “Ondas de Mar e Som”, com Abel Carriço, professor na Escola de Música, no espaço infantil da Biblioteca. Este fez o paralelo entre o som das ondas do mar, em dias calmos e em dias de tempestade, com o som da música, mais calma, ou mais abrupta, usando excertos musicais interpretados ao piano ou por uma orquestra. Com uma viola e um pau-de-chuva demonstrou os vários tipos de sons que os instrumentos musicais podem produzir, dando ainda exemplo de compositores portugueses e estrangeiros que se inspiraram no mar para fazer as suas composições, como Lopes-Graça. No final, a canção “O Barquinho” foi entoada em conjunto, servindo as palmas para tentar reproduzir os sons do mar.
Tanto no Diana Bar como na Biblioteca, uma série de livros infantis sobre o mar, de autores como José Jorge Letria, Luísa Ducla Soares, Luísa Dacosta ou António Torrado, estavam expostos em lugar de destaque, convidando à leitura.
Já o Museu Municipal, por norma encerrado às segundas-feiras, abriu as suas portas e, para além de uma exposição sobre faróis, patente até ao final do ano na Sala do Mar, organizou uma sessão especial do teatro de marionetas “O Homem que falou com os peixes”, para crianças e famílias. Ambas as actividades contribuem para a preservação da identidade piscatória poveira, ensinando aos mais novos a importância que os faróis sempre tiveram para os Homens do Mar. Já o teatro de marionetas transmite, de uma forma divertida e única, os costumes e tradições da comunidade piscatória da Póvoa de Varzim, já que se inspira na obra O Poveiro, de António Santos Graça, no filme “Ala Arriba” e no típico Serão Poveiro. 
O Teatro de Marionetas é uma das actividades disponíveis no âmbito do Serviço Educativo do Museu Municipal, dirigida a escolas e instituições de solidariedade social. As sessões têm a duração de cerca de 45 minutos e são realizadas às quartas, quintas e sextas, sendo necessária uma marcação prévia. Até Junho de 2010, altura em que termina o ano lectivo, o Museu Municipal continuará a aceitar inscrições para “O homem que falou com os peixes”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *