Cultura, Santo Tirso

Centenas de confrades no IV Encontro Internacional de Confrarias – Santo Tirso

Foi novamente com muita chuva que decorreu o IV Encontro Internacional de Confrarias, numa iniciativa da Câmara Municipal e da Confraria do Caco que este ano voltou a reunir, em Santo Tirso, centenas de confrades.

Depois da missa na capela do Hospital e do tradicional cortejo até aos Paços do Concelho, ainda que encurtado devido ao mau tempo que se fez sentir, decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal uma importante cerimónia: a entronização de 16 confrades honorários e a entronização de um confrade de honra.

Foi perante uma sala cheia que o Presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, abriu a cerimónia solene de recepção às confrarias presentes no IV Encontro Internacional de Confrarias.

Dirigindo-se, desde logo, ao “motor” de toda esta dinâmica, o artesão Delfim Manuel, Castro Fernandes recordou o primeiro encontro com o mesmo, em 2006 – data em que decorreu o primeiro Encontro e a primeira exposição. Congratulando-se por, desde a primeira hora, ter associado a autarquia à Confraria do Caco para transformar Santo Tirso na Capital do Presépio, o Presidente realçou a importância de todos os confrades presentes na preservação do artesanato e na sua divulgação. Esta iniciativa é também uma forma de promover juntos de todos os confrades o Concelho de Santo Tirso e junto de todos os que visitam a exposição e a feira de presépios. Depois dos presépios portugueses em 2006, dos espanhóis em 2007 e dos franceses em 2008, é a vez de acolher presépios de 22 países africanos.

Seguiu-se o discurso do Presidente da Assembleia da Confraria do Caco, António Martins Pereira, e a entronização dos seguintes 16 novos confrades:

António Maria Meireles Martins

Artur José  Neto Correia

Fernando Erineu Silva Guimarães

Florentino Araújo Carneiro

Jorge Alberto Weber Ramos

Jorge Mário Magalhães de Sousa Cruz

Laura Manuel Castro Moreira Monteiro

Ludovina Manoel dos Ramos Vultos Weber Ramos

Manuel de Bastos Pinto

Maria de Fátima da Silva Carneiro Silva Fernandes

Maria de Lurdes Loureiro Santos Pinto

Maria Judite Coimbra de Matos Martins

Maria Paula Correia do Amaral Carrapa

Maria Pereira de Oliveira Delduque da Costa

Raimundo da Silva Fernandes

Sónia Deolinda Oliveira Teixeira

A cerimónia de entronização dos novos confrades terminou com o caco a ser partido e com cada um a levar um pedaço do mesmo como recordação.

Logo de seguida, deu-se a entronização do Confrade de Honra: Fernanda da Ascenção Goapo Murta Canha da Silva, nascida em Portalegre e licenciada em Filologia Românica, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

A cerimónia terminou com uma pequena intervenção do Presidente da Assembleia da Confraria do Caco que fez questão de agradecer à Câmara todo o apoio prestado nestes quatro anos, afirmando emocionado: «TINHA PASSADO POR SANTO TIRSO POUCAS VEZES, HOJE JÁ É A MINHA SEGUNDA CIDADE».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *