Santo Tirso, Sociedade

Santo Tirso volta a ser a capital nacional do presépio

Ao receber, pelo quarto ano consecutivo, a Exposição Internacional de Presépios, Santo Tirso ver-se-á transformada – até ao dia 3 de Janeiro – na Capital Nacional do Presépio. 

O evento, promovido conjuntamente pela Câmara Municipal de Santo Tirso e pela Confraria do Caco (sedeada no Concelho de Santo Tirso esta confraria tem 120 confrades todos coleccionadores de artesanato português) foi inaugurado sábado, dia 14, no átrio dos Paços do Concelho. A cerimónia marca também o arranque do IV Encontro Internacional de Confrarias que decorre este fim-de-semana em Santo Tirso. 

Na abertura da IV Exposição Internacional de Presépios, Castro Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso reafirmou “a vontade da Autarquia dar continuidade a este projecto começado em 2006” porquanto se trata de uma iniciativa que ajuda “a consagrar o presépio como um dos mais importantes costumes natalícios” e porque permite “este riquíssimo intercâmbio de culturas e artes artesanais de todo o Mundo”, concluiu. 

Em representação da Confraria do Caco interveio o consagrado artesão Delfim Manuel que, depois de agradecer “o apoio imprescindível da Câmara Municipal de Santo Tirso”, afirmou “não ser nada fácil organizar uma exposição deste tipo” mas não deixou de considerar “uma experiência muito enriquecedora” manusear algumas destas peças de artesãos africanos, “algumas das quais elaboradas com um simples canivete ou velhas lâminas de barbear”. É a cultura africana no seu espendor”, concluiu. 

Fugindo um pouco à tradição, esta quarta edição da Exposição Internacional de Presépios não vai ter presépios de um só país (todos os anos há um país convidado) mas de 22 países convidados e todos oriundos de África. Depois dos presépios portugueses (2006), espanhóis (2007) e franceses (2008), ficarão patentes ao público até ao dia 3 de Janeiro, cerca de duas centenas destes ícones natalícios elaborados por ilustres artesãos de origem africana. 

Mas ao todo são cerca de 850 os presépios que poderão ser vistos em Santo Tirso, já que cerca de 500 estarão expostos nos quartéis de bombeiros (vermelhos e amarelos) e mais cerca de centena e meia nas montras das lojas do centro a cidade (comércio tradicional). 

IV ENCONTRO INTERNACIONAL DE CONFRARIAS

Mas a cidade de Santo Tirso será também palco neste fim-de-semana (hoje e amanhã, dias 14 e 15 de Novembro) do IV Encontro Internacional de Confrarias. Durante dois dias, centenas de confrades e confreiras de todo o mundo reúnem-se, em Santo Tirso, num evento também ele organizado conjuntamente pela Câmara Municipal de Santo Tirso e pela Confraria do Caco. Muitos desses confrades já marcaram hoje presença na cerimónia de inauguração da exposição de presépios. 

Amanhã, domingo, dia 15 de Novembro, as cerimónias oficiais do IV Encontro Internacional de Confrarias iniciam-se às 10h00, no Auditório Engº Eurico de Melo, com a recepção às confrarias, seguindo-se, às 10h30, missa na capela do Hospital de Santo Tirso. Às 11h30 começa o já tradicional desfile das Confrarias pelas ruas da cidade até ao edifício da Câmara Municipal, onde, no salão nobre, decorre a partir das 12h00, as cerimónias de Recepção e Entronização dos Confrades Honorários.  

IV FEIRA NACIONAL DE PRESÉPIOS

Refira-se por último e ainda no âmbito deste projecto nascido em 2006, que está programado para o dia 28 de Novembro, às 10 horas, o arranque de mais um motivo de interesse para visitar Santo Tirso. A Praça do Município recebe durante quatro dias (28, 29, 30 de Novembro e 1 de Dezembro) a IV Feira Nacional de Presépios. Esta mostra/venda de produtos natalícios funcionará diariamente entre as 10 e as 20 horas e contará com a participação de 40 artesãos portugueses e africanos trabalhando ao vivo os seus presépios.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *