Sociedade, Trofa

Trofa organiza Semana da Floresta Autóctone 2009 a 16 e 17 de Novembro

A Câmara Municipal da Trofa está a organizar a Semana da Floresta Autóctone 2009 que vai decorrer a 16 e 17 de Novembro. Uma iniciativa que tem o objectivo de fomentar a educação ambiental, desenvolvendo para isso algumas actividades destinadas a dar a conhecer e proteger a floresta local e ao mesmo tempo alertar as crianças e jovens para a importância da conservação da natureza.
 
Dada a importância da Floresta, a Câmara Municipal da Trofa, liderada por Joana Lima, não deixou passar em branco o Dia Mundial da Floresta Autóctone no concelho, dedicando várias iniciativas ao tema.
 
DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DA 10ª CAMPANHA
DE VIGILÂNCIA MÓVEL
 
Um dos destaques da iniciativa é a sessão de Divulgação dos Resultados da 10ª Campanha de Vigilância Móvel, marcada para 16 de Novembro, às 18h30, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários da Trofa. Esta acção contará com a presença das várias entidades envolvidas no projecto e vai divulgar os valores anuais e distribuição espacial de ocorrências e área ardida. Dês resto, a tarde vai ainda servir para avaliar a eficácia das brigadas de detecção e primeira intervenção.
 
OFERTA DE ESPÉCIES AUTÓCTONES
 
A 17 de Novembro a Câmara Municipal da Trofa oferece espécies autóctones das 10h00 às 18h00, no Horto Municipal. Assim, ao dispor dos munícipes interessados estarão espécies autóctones da região como o Carvalho Nacional, o Loureiro, o Pinheiro Manso, Freixo, Bétula, Medronheiros e Azevinho. Com esta oferta de espécies autóctones às escolas, munícipes e proprietários florestais, a autarquia procura reforçar e incentivar a utilização de espécies folhosas nos espaços verdes e florestais do Concelho.

Dado que o concelho da Trofa tem uma grande densidade florestal, a autarquia trofense, procura com estas iniciativas sensibilizar a população para a necessidade de reflorestar a região, ao mesmo tempo que, procura sensibilizar os mais jovens para a preservação da floresta.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *