Arouca, Economia, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia

Produção de calçado de senhora cresce

A produção e exportação de calçado de senhora mantém trajectória de crescimento, fazendo com que a indústria nacional seja «cada vez mais» especializada neste segmento.

A Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes e Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) refere que em 2008, pela primeira vez, as vendas de calçado de senhora nos mercados externos ascenderam «a mais de 50 por cento do total exportado».

De acordo com o Gabinete de Estudos da APICCAPS, nestes últimos cinco anos, há mesmo a assinalar «um aumento na ordem dos 6 por cento do peso relativo do segmento de senhora».

Em quantidade, a percentagem total de calçado de senhora exportado situa-se nos 47 por cento, mais 1,5 relativamente a 2003.

O calçado de homem representa em valor, actualmente, 32,6 por cento das exportações (menos 5,2) e 31,8 por cento em quantidade (menos 1,4), enquanto que o calçado de criança recuou 2,7 por cento para 4,7 milhões de pares (menos 2,7) no valor de 82 milhões de euros (menos 1,6).

Outro segmento em crescendo é o calçado de segurança, que cresceu 0,7 por cento em quantidade para um milhão de pares e 0,6 por cento em valor para 25 milhões de euros.

Em 2008, as exportações portuguesas de calçado somaram 1.348 milhões de euros, mais 2,15 por cento do que no ano anterior e em alta pelo terceiro ano consecutivo.

Actualmente, esta indústria representa cinco por cento da produção, sete por cento das exportações e 17 por cento do emprego a nível europeu.

As 1.151 empresas registadas em Portugal em 2007 davam emprego a perto de 34 mil pessoas, produzindo 76,2 milhões de pares de sapatos por ano, 69,6 milhões dos quais para exportação (91,4 por cento).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *