Santo Tirso, Sociedade

Polidesportivo de Merouços já foi inaugurado – Santo Tirso

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, deslocou-se no sábado, dia 3 de Outubro, à Freguesia de S. Cristina do Couto, onde, acompanhado pela Vereadora Ana Maria Ferreira, pelo presidente da Junta de Freguesia de S. Cristina do Couto, Jorge Gomes, e por várias centenas de populares da freguesia, procedeu à inauguração das obras de requalificação do Polidesportivo de Merouços, em S. Cristina do Couto. 

Os trabalhos de requalificação deste importante equipamento desportivo da Freguesia de S. Cristina do Couto – apoiados em mais de 112 mil euros pela Câmara Municipal de Santo Tirso – consistiram, numa 1ª fase, na execução de trabalhos de beneficiação do edifício dos balneários e posteriormente na requalificação de toda a área envolvente, com a pavimentação das áreas envolventes ao campo, beneficiação dos muros de vedação e entradas, na execução de redes de drenagem de águas pluviais, abastecimento de água e instalação eléctrica.  

A intervenção na área de jogo consistiu na aplicação de um pavimento em relva sintética, além de outros equipamentos como bancos para suplentes, balizas e redes.  

Artigo AnteriorPróximo Artigo

2 comentários

  1. Eu estive lá.
    Vi e não quis acreditar no que vi e os Cristinenses deveriam pensar seriamente naquilo que ali está.
    Qualquer um, com aquele dinheiro, fazia mais e melhor.
    Gastar cerca de 125 mil euros naquele polidesportivo não é muito. Muito é da forma como o gastaram.
    Num local nobre com capacidade de se organizar eventos de horas a fio, não existe um WC para o público, os que existem são os balneários que servem os utilizadores.
    Mas não são só os WCs que estão em causa. Quem quiser assistir aos eventos (jogos, danças, etc.), terá de se aguentar em pé, porque não há lugar para o assistente se sentar.
    Embora o lado poente, pela cartografia do terreno, “requeira” dois ou três degraus de bancada, os responsáveis pelas obras preferiram os passeios envolventes.
    È bom que o recinto tenha condições para a prática de eventos desportivos e não só, mas com o dinheiro que se “enterrou” qualquer um faria muito melhor.
    O polidesportivo de Merouços é um exemplo claro como a Câmara Municipal muitas vezes confunde o investimento com gastar.
    Aqui a Câmara realmente investiu, mas os gastos superaram em muitos o investimento. E não estou a falar de quem pagou a festa da inauguração.

  2. A sensibilidade de Castro Fernandes é curta.
    Os investimentos feitos na área do desporto desde sempre foi fraco e não seria agora, depois de todos estes anos à frente da autarquia, que mudasse a sua maneira de pensar.
    Gastar sim, investir…nunca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *