Oliveira de Azeméis, Sociedade

ESAN avança para a Quinta do Comandante – Oliveira de Azeméis

A Escola Superior Aveiro-Norte (ESAN) poderá mudar-se para o seu futuro Campus universitário, na Quinta do Comandante, em S. Roque, dentro de ano meio, segundo informou Ápio Assunção, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.

O autarca, que falava à margem da assinatura do protocolo com a Universidade de Aveiro (UA), que possibilitará a edificação, disse que, na 1ª fase da obra, «serão construídas algumas estruturas de ensino e de inovação, incluindo laboratórios e máquinas de ensaio».

Numa fase posterior serão edificados outros edifícios lectivos e residências universitárias.

A autarquia comprou os terrenos em S. Roque por 2,5 milhões de euros e a 1ª fase do Campus vai custar quatro milhões de euros, com recurso a fundos europeus – o QREN (quadro de referência estratégico nacioonal) garantirá 75 por cento desse custo.

Ápio Assunção referiu que, para que seja lançado o concurso da fase inicial, falta que a UA lhe remeta os projectos de edificação.

O edil ainda sublinhou que a Câmara Municipal tem pago «todas as rendas» das actuais instalações da ESAN, na sua maior parte situadas no centro comerical Rainha, em Oliveira de Azeméis.

«A criação desta Escola foi um momento alto da história de Oliveira de Azeméis», afirmou. Acrescentou que este projecto de ensino politécnico «é uma aposta estratégica para o desenvolvimento do norte do distrito» e que «importa continuar a mobilizar recursos e a estabelecer parcerias com a sociedade civil”».

Maria Helena Nazaré, a reitora da UA, salientou que a ESAN «serviu de modelo para o país». E testemunhou que, no corrente ano lectivo, já entraram na sua Universidade, para prosseguir estudos, «graduados» da instituição oliveirense.

O «programa Aveiro Norte» da UA foi o instrumento que trouxe o ensino tecnológico ao norte distrital.

Os «cursos de especialização tecnológica» foram a aposta inicial – que se mantém -, tendo, entretanto, sido lançada uma Licenciatura em Tecnologia e Design de Produto. Actualmente a ESAN tem «cerca de 600 alunos» e, segundo Helena Nazaré, conta com o reconhecimento dos empresários da região, «que têm manifestado a sua satisfação» pelo seu trabalho.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *