Sociedade, Vale de Cambra

Construção do parque subterrâneo no centro da cidade concluída em Julho – autarquia – Vale de Cambra

A construção do parque de estacionamento subterrâneo de Vale de Cambra, cuja primeira pedra é lançada este sábado, deverá ficar concluída em Julho de 2010, anunciou fonte da autarquia.

A obra – um investimento de cerca de cinco milhões de euros – resulta de uma parceria público-privada estabelecida entre a autarquia e a empresa de Vila Nova de Famalicão «Construções Alberto Couto Alves SA».

«Trata-se da primeira parceria público-privada realizada no município para uma obra que achamos fundamental», disse à EDV Informação o presidente da Câmara Municipal, José Bastos.

A obra inclui a requalificação da Praça Central «de acordo com as exigências da autarquia», com espaço para o posto de turismo local, um café concerto, fonte luminosa, entre outros melhoramentos.

«Há muito que constatamos escassez de lugares de estacionamento no centro da cidade. É um problema complicado que ficará, felizmente, dentro em breve resolvido com este empreendimento», afirmou José Bastos.

O parque – localizado na Avenida Infante D. Henrique, junto à praça de táxis – estende-se por uma área de cerca de três mil metros quadrados.

O equipamento é constituído por dois pisos no subsolo, pelos quais se distribuem 200 lugares de estacionamento.

Ao nível da funcionalidade, uma das novidades é a de proporcionar aos automobilistas a possibilidade de pagamento por «Via Verde», permitindo que os utentes com veículos equipados com esse sistema possam aceder e sair do estacionamento de forma mais prática e cómoda.

O lançamento da pedra da requalificação da Praça Central e construção do parque realiza-se sábado, a partir das 11:00.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. concordo que seja necessario estacionamentos em V. de Cambra, mas penso que nao deveria ser a prioridade neste momento.
    Primeiro deveria ser tapar o buracos que foram fazendo, depois acabar o tão falado parque que seria um avanço também para a cidade, segundo alguns ditos, enfim, um reboliço de coisas que deveriam ser acabadas antes de mais, isto segundo fisionomia de V. Cambra.
    Mas mais importante que isso, penso que fosse construção de uma Associação para deficientes, procurando dar mais ajuda às familias que tem deficientes na familia. Por exemplo, tenho na familia alguns, uma que é cega e se quiz estudar teve que ir para o Porto, acho indecente. E como este caso à muitos.
    Pensar antes de fazer algo deveria ser feito, e talvez comunicar mais com o povo Valcambrense sobre as prioridades da cidade também não seria mau de todo.
    Algo da minha opinião.
    Com os maiores cumprimentos,
    Vânia Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *