Desporto, Oliveira de Azeméis

Pavilhão municipal «fecha» zona desportiva da cidade – Oliveira de Azeméis

O pavilhão desportivo municipal de Oliveira de Azeméis vai ser inaugurado no próximo mês de Setembro, anunciou fonte da autarquia.

O equipamento integra a Zona Educacional e Desportiva da cidade onde já se encontram instalados o pavilhão da União Desportiva Oliveirense (UDO), a piscina municipal, os courts do Clube de Ténis de Azeméis e o centro de formação da UDO, o clube mais representativo do concelho.

«Ainda não há uma data definida para abrir as portas do pavilhão mas é certo que a inauguração ocorrerá ao longo do mês de Setembro», afirmou, em declarações à EDV Informação, o vereador do desporto, Albino Martins.

«Este equipamento vai encerrar o conjunto de infra-estruturas desportivas previstas para aquela zona da cidade, tornando-a uma referência quanto à variedade e excelência de equipamentos destinados à prática de diversas modalidades», disse.

«Com a conclusão deste equipamento Oliveira de Azeméis fica com uma zona desportiva de qualidade e difícil de igualar em termos regionais», adiantou.

A construção do pavilhão desportivo era uma carência sentida pela população e clubes ao nível da formação, obrigando à dispersão dos atletas por outros pavilhões do concelho.

A formação dos clubes passará a efectuar-se na nova infra-estrutura, espalhada por uma área total superior a três mil metros quadrados onde se inclui duas naves, uma principal (área de evolução desportiva com 1330 metros quadrados) e uma outra, secundária, com 224 metros quadrados.

O objectivo do município é transformar o pavilhão numa unidade de alto rendimento desportivo sendo conhecida a aposta dos clubes do concelho na formação.

Segundo a autarquia, o novo equipamento irá também melhorar a capacidade a performance dos atletas e apoiar a prática desportiva das escolas. Além da sua abertura aos clubes, o pavilhão está concebido para receber eventos de alta competição dando continuidade à realização de competições internacionais na cidade.

A utilização de energias renováveis (energia solar e biomassa para aquecimento de água) é um dos aspectos inovadores da construção permitindo racionalizar os consumos de energia no interior e exterior do edifício, um investimento de 941 mil euros.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

2 comentários

  1. Boa noite,só tenho é que dar os parabens pelo”feito”pavilhao municipal,agora é só tirar partido do mesmo.parabens……….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *