Arouca, Desporto, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia

A Volta é de novo Portuguesa, Nuno Ribeiro repete triunfo de 2003

Nuno Ribeiro confirmou esta tarde em Viseu a vitória final na 71ª Volta a Portugal Lagos Sports. Numa etapa disputada em contra-relógio individual, numa extensão de 30,8 quilómetros, o corredor da Liberty Seguros terminou na nona posição – com o tempo de 39m54s50ss -, o suficiente para controlar a vantagem para os mais directos perseguidores. Seis anos depois, precisamente com o triunfo de Ribeiro na mais importante prova do calendário velocipédico nacional, a Volta a Portugal tem de novo um campeão português.

Partindo com a “Camisola Amarela Lagos Sports” da Avenida da Europa, em Viseu, às 16h40m, Nuno Ribeiro fez um contra-relógio irrepreensível. Longe de ser a sua especialidade, o trepador de Sobrado (Valongo) jogou da melhor forma com a vantagem de 1m55s trazida do Alto da Torre na véspera, terminando a derradeira etapa a pouco mais de um minuto do melhor classificado do dia, o seu colega de equipa, Hector Guerra (38m52s63ss).

“Sabia que não podia falhar, especialmente depois de todo o trabalho que a minha equipa fez ao longo de toda a prova. Foram todos excelentes e a eles uma vez mais agradeço e dedico esta vitória”, referiu o vencedor na hora da consagração, à qual juntou também na véspera a liderança na classificação de montanha (Camisola Verde Jogos Santa Casa).

Quanto aos restantes candidatos ao triunfo final, deram o tudo por tudo, mas nem isso foi suficiente para destronar o português da liderança. David Blanco – vencedor da prova em 2008 – justificou dentro do possível o favoritismo que lhe era atribuído, o corredor do Palmeiras Resort/Prio/Tavira na segunda posição da geral individual, a 1m24s de Ribeiro. Outro espanhol, David Bernabeu (Barbot-Siper), fechou o pódio final, a 1m36s do vencedor.

Nas restantes classificações, o Palmeiras Resort/Prio/Tavira venceu por equipas, Tiago Machado (Madeinox-Boavista) dominou na Juventude (Camisola Laranja RR) e Cândido Barbosa (Palmeiras Resort/Prio/Tavira) dominou na classificação por Pontos (Camisola Branca RTP).

Depois da Volta há mais ciclismo…

 

Terminada a 71ª Volta a Portugal, a PAD/Lagos Sports prepara já a próxima organização. Trata-se do Grande Prémio Crédito Agrícola Costa Azul que se vai realizar de 3 a 6 de Setembro. A prova, a próxima competição por etapas do calendário velocipédico que reunirá todas as equipas nacionais dos escalões Elites e Sub 23, às quais se junta uma formação galega, totalizando 15 equipas. A fórmula encontrada para o desenho de cada etapa, – partida e chegada ao mesmo local – irá permitir ao público ver e contactar durante mais tempo boa parte dos ases do pedal que agora terminaram a Volta. Setúbal, Sines, Santiago do Cacém e Grândola são os pontos-chave da prova que terá cerca de 600 quilómetros repartidos por quatro dias.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *