Arouca, Desporto, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia

Cabreira bisa na Senhora da Graça, Ribeiro veste Amarela

Depois do triunfo em 2006, João Cabreira (CCLoulé/Louletano) repetiu a vitória no Alto da Senhora da Graça, em Mondim de Basto, vencendo a quarta etapa da 71ª Volta a Portugal Lagos Sports, numa tirada que arrancou em Trancoso. Nuno Ribeiro (Liberty Seguros) terminou na roda de Cabreira e assumiu a condição de líder da prova, envergando, a partir de hoje, a “Camisola Amarela Lagos Sports”.

Com o pelotão de 120 corredores à partida a cumprir um minuto de silêncio em memória de Raul Solnado, a etapa que antecedeu o dia de descanso foi seguida por muito público na estrada. A primeira mexida na corrida surgiu com uma fuga de 17 corredores ao km 46, controlando o pelotão liderado pela equipa do então camisola amarela Cândido Barbosa (Palmeiras Resort/Prio). Desses fugitivos, atacaram ao km 109 Pedro Lopes (Loulé-Louletano) e Oleg Chuzhda (Contentpolis), com o “algarvio” a deixar o ucraniano para trás, após percorridos 4000 metros em conjunto. Porém, e como seria de esperar, uma vez que o asfalto se inclinava a cada metro percorrido no monte Farinha, as forças começaram a faltar a Pedro Lopes – até ser alcançado por Nuno Ribeiro e João Cabreira, a quatro quilómetros da chegada.

A partir daí,  Cabreira e Ribeiro controlaram confortavelmente a vantagem até ao Alto da Senhora da Graça, com o corredor do Loulé-Louletano a repetir a vitória alcançada em 2006. “Sabia que tinha de atacar cedo para ganhar o máximo de tempo possível e desgastar os adversários para conseguir a vitória. Quando conseguimos chegar à frente eu estava interessado em ganhar a etapa e ele (Nuno Ribeiro) tinha interesse em chegar comigo para ganhar a camisola amarela”, referiu o atleta natural da Póvoa de Varzim. Segundo classificado, com o mesmo tempo de Cabreira, Nuno Ribeiro terminou com o mesmo tempo, mas levou o prémiomaior, ao garantir a “Camisola Amarela Lagos Sports” pela primeira vez desde que, em 2003, venceu a prova. Questionado sobre a intenção de repetir o triunfo preferiu jogar pelo seguro. “Depois do dia de descanso começa outra Volta a Portugal”. Líder da classificação geral individual, o trepador da Liberty Seguros tem João Cabreira a apenas 2 segundos, com David Bernabeu (Barbot-Siper) – outro dos protagonistas na recta final da etapa, juntamente com André Cardoso e Nélson Vitorino (Palmeiras Resort/Prio/Tavira) – a cotar-se na terceira posição da geral a 46 segundos.

Ainda na liderança da classificação por pontos, Cândido Barbosa perdeu demasiado tempo na luta pela “Camisola Amarela Lagos Sports” – está agora a 2m18s do primeiro classificado – e o discurso do corredor de Rebordosa deixa antever que as aspirações pessoais nesta Volta a Portugal Lagos Sports poderão passar pelo trabalho a favor de um colega de equipa. “Acusei algum desgaste mas consegui acelerar na parte final para tentar perder o menos tempo possível. Acho que ainda temos muita Volta para a próxima semana e tempo suficiente para conquistar de novo a camisola amarela. O David Blanco ficou bem posicionado e está numa posição bastante favorável para chegar ao primeiro lugar”, assumiu, recordando o tempo do colega espanhol – vencedor da Volta a Portugal 2008 -, a 1m49s de Nuno Ribeiro.

Descansam os guerreiros do asfalto…

Pedalam os cicloturistas na “Etapa da Volta RTP”

Esta 2ª  feira, 10 Agosto, a caravana descansa, mas Felgueiras recebe a edição 2009 da “Etapa da Volta RTP”, uma iniciativa dedicada a cicloturistas e amantes da bicicleta. A partida está marcada para as 10h30 na cidade da Lixa, o pelotão passará por Felgueiras, segue em direcção a Fafe, sobe a Lameira e regressa a Felgueiras para escalar o monte de Stª Quitéria. Ao todo serão 67 KM, mas os últimos 1500 metros, em plena Santa Quitéria, serão cronometrados, e os heróis do dia recebidos na meta do mítico miradouro, cenário do final da Volta o ano passado. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *