Arouca, Sociedade

Radar meteorológico para o Norte será instalado na Freita – Arouca

O terceiro radar meteorológico do País será localizado na serra da Freita, em Arouca, num investimento de cerca de 3,5 milhões de euros, anunciou fonte da autarquia.

O equipamento, que pode ajudar a prevenir cheias e inundações, ficará instalado numa torre com 55 metros de altura a edificar na aldeia de Castanheira, em Albergaria da Serra.

O novo radar meteorológico assegurará a cobertura do Norte do País, sendo apetrechado com as últimas novidades tecnológicas do sector.

«A meteorologia portuguesa vai ficar a ganhar com este equipamento, colocando-se ao nível de outros países mais desenvolvidos», afirmou à EDV Informação o presidente da Câmara Municipal, José Artur Neves.

«Este radar na serra da Freita é muito positivo para a região Norte e extremamente importante para Arouca», frisou.

A estrutura é um investimento da responsabilidade do Instituto de Meteorologia (IM), que já tem «luz verde» da parte da autarquia para avançar.

«Queremos que o espaço onde irá funcionar o radar não seja apenas de controlo meteorológico, mas também que se insira no âmbito do “Arouca Geopark” como local de visitação e contemplação», disse José Artur Neves.

Nesse sentido, o projecto está neste momento a ser remodelado tendo em vista a inclusão de zonas para os visitantes, recepção e um pequeno auditório, destinado a apresentações e acções de formação para alunos ligados à meteorologia e ao estudo da própria serra.

Segundo o autarca, os trabalhos de construção da torre devem arrancar ainda durante 2009, prevendo-se a sua conclusão cerca de um ano depois do início da obra.

Os radares que se usam em meteorologia – designadamente aqueles de que o IM dispõe – observam o volume da atmosfera em seu redor, de modo a fornecer aos meteorologistas a informação de que necessitam para apoio às actividades que têm a seu cargo.

Estes equipamentos permitem saber – de forma aproximada – onde vai chover e quanto vai chover, a muito curto prazo, fornecendo ainda informação sobre o vento.

A rede nacional de radares integra actualmente dois postos: Coruche/Cruz do Leão, instalado em 1998, e Loulé/Cavalos do Caldeirão (2005).

Os radares em funcionamento asseguram a cobertura no Centro e no Sul do País com um alcance que chega aos 300 quilómetros.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *