Sociedade, Trofa

Tribunal dá razão à Trofa na providência cautelar interposta por Santo Tirso

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel indeferiu a providência cautelar que a Câmara Municipal de Santo Tirso tinha interposto contra a Câmara Municipal da Trofa com intenção de suspender a eficácia do plano de pormenor da zona industrial da Trofa.
 
Uma providência cautelar que punha em causa os limites territoriais do Concelho da Trofa e que levou a Autarquia Trofense a reagir veementemente contra a acção movida pela Câmara de Santo Tirso.
 
Agora, perante esta decisão, na primeira instância, a Câmara Municipal da Trofa vê o Tribunal dar razão à sua indignação e à defesa intransigente dos limites naturais do território trofense, conforme o deliberado pela Assembleia da Republica, há 10 anos, aquando da criação do Concelho da Trofa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *