Cultura, Póvoa de Varzim

Rui Vieira Nery inaugura 31º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim

O Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim arranca a 10 de Julho, sexta-feira, com uma conferência proferida por Rui Vieira Nery, às 21h45, no Auditório Municipal.
Há vários que o Festival abre com o musicólogo e este ano não é excepção, com Nery a abordar o tema “Händel na encruzilhada dos Barrocos musicais europeus” em conferência inaugural da 31ª edição.
Rui Vieira Nery  iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Santa Cecília e prosseguiu-os no Conservatório Nacional de Lisboa, onde foi aluno de Melina Rebelo (Piano), Constança Capdeville (Composição) e Macario Santiago Kastner (Musicologia e Interpretação de Música Antiga). É Licenciado em História pela Faculdade de Letras de Lisboa (1980) e Doutorado em Musicologia pela Universidade do Texas em Austin (1990), que frequentou como Fulbright Scholar, e bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, onde trabalhou, designadamente, com os Professores Robert Snow, Gérard Béhague, Douglass Green, Michael Tusa e Elliot Antokoletz.
De 1985 a 2000 ensinou no Departamento de Ciências Musicais da Universidade Nova de Lisboa e é actualmente investigador do Instituto de Etnomusicologia da mesma Universidade e Professor Associado do Departamento de Artes da Universidade de Évora. De 1992 a 2008 foi Director-Adjunto do Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian como responsável pelas actividades de Música Antiga e Musicologia. É actualmente Director do Programa Gulbenkian Educação para a Cultura.
Como musicólogo, é autor de diversos estudos sobre História da Música Portuguesa, dois dos quais receberam o Prémio de Ensaísmo Musical do Conselho Português da Música (1984 e 1992), bem como de largo número de artigos científicos publicados em revistas e obras colectivas especializadas, tanto portuguesas como internacionais. Os seus temas de investigação incluem a problemática do Maneirismo e do Barroco na Música Ibérica e os processos de interpenetração cultural na Música Portuguesa, do vilancico à modinha e ao fado. Entre Outubro de 1995 e Outubro de 1997 desempenhou as funções de Secretário de Estado da Cultura no XIII Governo Constitucional. Em 2002, o Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, atribuiu-lhe a comenda da Ordem do Infante D. Henrique por serviços prestados no estudo da Cultura Portuguesa.
Desde o tempo em que desempenhou as funções de Secretário de Estado da Cultura, no XIII Governo Constitucional, que Rui Vieira Nery se encontra ligado ao Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, iniciativa que apoiou, no âmbito das suas funções de Estado, e à qual se afirma, desde então, afectivamente ligado tanto pela qualidade do programa que ano após ano apresenta, como pelas relações pessoais estabelecidas com a Póvoa de Varzim e a organização.
Poderá consultar o programa completo do 31º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim bem como reservar o seu bilhete no portal municipal.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *