Arouca, Cultura

Dia dedicado a Arouca na Assembleia da República

A Banda Musical de Arouca actua esta quarta-feira na Assembleia da República, em Lisboa, «abrindo o apetite» para a mostra gastronómica serrana que se segue após o concerto, a decorrer ao final da tarde no salão nobre do Parlamento.

«Como não conseguimos levar ao palácio de São Bento os nossos belíssimos rios e a serra, oferecemos aos deputados um pouco da nossa cultura e gastronomia, onde se destacam os doces conventuais, o pão-de-ló, a carne arouquesa e os vinhos», afirmou à EDV Informação o deputado André Almeida, promotor da iniciativa.

O parlamentar – natural do concelho de Arouca – sublinhou que «é preciso difundir aquilo que nem sempre chega a Lisboa, designadamente a cultura, o património e a rica gastronomia local».

A iniciativa de «dar a conhecer as realidades locais» na Assembleia da República não é inédita, mas no caso de Arouca surge pela primeira vez.

«Outras terras têm feito idênticas actividades e, por isso, entendíamos que o nosso município também devia “mostrar-se” ao Parlamento», disse, salientando que «concelhos do Interior, como Arouca, nem sempre são divulgados pelas melhores razões».

«Temos de inverter essa tendência e ajudar a combater as assimetrias regionais que, infelizmente, ainda subsistem», acrescentou.

A Banda Musical de Arouca, que actuará quarta-feira em Lisboa, é uma das mais antigas filarmónicas do país, tendo sido fundada em 1825.

Composta por 75 elementos, muitos deles profissionais da música, é uma instituição de utilidade pública e já foi agraciada com a Medalha de Mérito Municipal (grau ouro).

Além da Banda Musical de Arouca, André Almeida – deputado do PSD eleito pelo círculo eleitoral de Aveiro – conta ainda com a colaboração da Confraria Gastronómica da Raça Arouquesa que irá promover a mostra gastronómica.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *