Desporto, Póvoa de Varzim

Adrian Palomares sagrou-se campeão na Póvoa de Varzim

Milhares de pessoas concentraram-se ontem à tarde na Avenida dos Banhos, na Póvoa de Varzim, para assistirem à final do X Grande Prémio Internacional CTT, onde o espanhol Adrian Palomares (Contentpolis) se sagrou vencedor absoluto da prova, apesar de ter sido o alemão Eric Baumann a vencer a última etapa, que fez a ligação de Santo Tirso à cidade poveira, na distância de 154,9 quilómetros.
A competição, que teve início no dia 11 de Junho, disputou-se em quatro etapas que totalizaram 638,9 quilómetros num percurso delineado entre Caldas da Rainha e Póvoa de Varzim, onde decorreu a entrega de prémios que contou com a presença de Manuel Angélico, Vereador da Câmara Municipal.
Após a partida dos 97 ciclistas que ainda se mantinham em prova na última etapa e na sequência de uma tentativa de fuga lançada por José Mendes (Liberty Seguros), um grupo de oito corredores tomou a dianteira da corrida ao Km. 20 conseguindo nos 17 quilómetros seguintes uma vantagem de 2m 15s.
O grupo era constituído pelos seguintes corredores: Rui Sousa (Libery), David Livramento (Palmeiras), Santiago Perez (Madeinox), Bruno Pinto (Barbot), Pablo de Pedro (CC Loulé), Alejandro Paleo (Xacobeo), José Ruiz (Andalucia) e Yohan Cauqui (Bourgas).
No entanto, apesar do bom ritmo imposto pelos fugitivos, que fizeram 47 quilómetros na 1ª hora, a equipa do líder Adrian Palomares, a Contentpolis, assumiu a tarefa da perseguição, começando então a encurtar-se a diferença, que se cifrava em 1m 48s ao Km. 81, já depois de Santiago Perez e Pablo de Pedro terem ganho, respectivamente, a meta volante em Vila Verde (Km 57) e a contagem de montanha de 4ª categoria, em Portela do Vade (Km 67).
Com a aproximação da meta volante em Darques (km 118), José Ruiz destacou-se do grupo fugitivo para conquistar ali a primeira posição e prosseguir na sua tentativa que se foi consolidando de forma a merecer a atenção de Bruno Pinto e Alejandro Paleo, que largaram o grupo perseguidor na mira de se lhe juntarem e, ao mesmo tempo, escaparem à ‘voragem’ do pelotão, que não perdoou e fez a junção a cerca de seis quilómetros da meta onde o alemão Eric Baumann (Nutrixxion) venceu em renhido sprint com Bruno Lima (Madeinox) e Manuel Cardoso (Liberty).
Estes resultados em nada alteraram a classificação geral e confirmou-se a vitória absoluta do espanhol Adrian Palomares (Contentpolis) que na véspera, na chegada à Senhora da Graça, conquistara a camisola vermelha da liderança. O mesmo aconteceu com as restantes camisolas: o português Manuel Cardoso (Liberty), com a cinzenta dos Pontos; o espanhol Constantino Zaballa (Fercase), com a laranja da Montanha; e o russo Dmitryi Ignatiev (Selecção Russa), com a branca da Juventude. Por equipas a vitória foi alcançada pela formação comandada por Vidal Fitas, director desportivo do Palmeiras-Tavira.
O X Grande Prémio Internacional CTT é uma organização PAD – Produção de Actividades Desportivas, SA, tendo os Correios de Portugal como patrocinador principal, para além dos contributos dos Municípios de Caldas da Rainha, Aveiro, Águeda, Lamego, Fafe, Mondim de Basto, Stº Tirso e Póvoa de Varzim. Conta também com o apoio de: Jogos Santa Casa, Pedras, Vitalis, Super Bock Mini, Bogani, Ford, edp, Liberty Seguros, Órbita, Soccerade, Dietsport, Pinarello, Aluvia, RTP, RR, O Jogo, Jornal de Notícias e JCDecaux.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *