Oliveira de Azeméis, Sociedade

Requalificação do parque de La Salette vai custar cinco milhões de euros – Oliveira de Azeméis

A candidatura ao QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) que envolve verbas na ordem dos cinco milhões de euros para obras de requalificação e criação de novos projectos no parque de La Salette foi aprovada, anunciou o presidente do Conselho de Administração da Fundação La Salette (FLS), Hermínio Loureiro.

«Esta é a grande oportunidade para requalificar o parque e toda a sua envolvente pois, apesar do trabalho já se ter iniciado, não há tempo a perder», afirmou Hermínio Loureiro, visivelmente satisfeito com a aprovação da candidatura por parte da Comissão de Coordenação do Desenvolvimento Regional do Norte.

A requalificação visa tornar o espaço num «pólo natural de excelência à escala metropolitana e regional» e num «elemento potenciador do novo desenho da cidade».

Entre as «linhas prioritárias» da intervenção são apontadas a requalificação da zona lúdica e de lazer e a construção de novos equipamentos, como o Centro de Interpretação do Vidro e o Centro de Visitantes.

«O parque, onde nasceu a indústria vidreira, tem agora uma grande oportunidade de valorizar a sua história ao dar a conhecer ao público a fileira do vidro através de um Centro de Interpretação», sublinhou o presidente da FLS.

Os trabalhos envolvem dez acções, destacando-se como novidades a criação do Centro de Interpretação do Vidro e do Centro de Visitantes e um novo parque de merendas.

Os maiores investimentos destinam-se à implementação de uma nova mata a nascente (1,5 milhões de euros) com nova florestação e trilhos e à requalificação do núcleo histórico do parque (1,1 milhões de euros).

A requalificação do parque infantil e desportivo, a criação do parque sénior e a melhoria de outro equipamento urbano constam também da lista de intervenções prioritárias.

«A aprovação da candidatura de requalificação do parque de La Salette significa um decisivo passo em frente na melhoria da qualidade do nosso ex-libris», disse o presidente da autarquia, Ápio Assunção, salientando que «vai ser possível finalmente requalificar, com a dignidade que merece, o pulmão da cidade».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. Não seria pedir muito se essa recuperação chegasse ás margens do rio Caima, será esta (Os maiores investimentos destinam-se à implementação de uma nova mata a nascente (1,5 milhões de euros)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *