Póvoa de Varzim, Sociedade

Glossário ilustrado da pesca foi apresentado na Póvoa de Varzim

A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim celebrou, no passado sábado, o Dia do Pescador com o lançamento de uma obra dedicada ao vocabulário original que foi surgindo da actividade piscatória.  Glossário ilustrado da pesca é o título do livro da autoria Bento d’Assunção Leite, capitão da Marinha Mercante, que através desta publicação presta homenagem a todos pescadores. Para o autor, o livro é “fruto de muita leitura e 31 anos de vivência de pesca, que muito me marcaram”, revelou.
Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura presente na sessão de lançamento, afirmou que Glossário ilustrado da pesca reflecte o linguarejar dos pescadores, que é feito da prática e da vivência desta classe que cria muitos dos termos, corroendo outros, formando, assim, uma linguagem autóctone. “Este livro irá para todas as escolas do concelho e será com certeza muito usado porque é aqui que está guardada a memória de um povo, irá enriquecer o património histórico do país e também da Póvoa de Varzim porque chegará também a todas as bibliotecas do país”, anunciou Luís Diamantino. O Vereador referiu-se ainda ao facto de a Câmara Municipal celebrar o Dia do Pescador e desenvolver imensas actividades em prol do pescador poveiro e respectiva actividade tradicional da nossa cidade, nomeadamente junto dos mais novos por considerar que a ligação com as escolas é muito importante e é bom não perdê-la. Nesse sentido, Luís Diamantino informou que são estudados nas escolas primárias os contos tradicionais de O Poveiro, são promovidas iniciativas inspiradas nas vivências da comunidade piscatória da Póvoa de Varzim, como a que está a acontecer no Museu Municipal através da encenação de uma peça organizada pela Companhia de Teatro de Marionetas de Mandrágora e representada pelos serviços do Museu e não pôde deixar de referir também a Lancha Poveira que é um núcleo museológico vivo e um dos emblemas mais fortes da Póvoa.
Inês Amorim, autora do prefácio de Glossário ilustrado da pesca, também participou na apresentação da obra revelando que foi a pesca o ponto de interesse comum entre si e o Capitão Bento Leite, “eu, interessada numa história da pesca portuguesa, colocava-me frente a uma vida de acção, na pesca, manancial de informação de alguém que vivera 30 anos no alto mar, desde a América do Norte aos mares de África”, afirmou a professora doutorada da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Inês Amorim referiu ainda que “o Senhor Capitão sabe muito bem das variações de ocupação dos pescadores portugueses, que tanto vão para o largo como regressam à pesca costeira, porque nesta, mesmo que menos produtiva, uma receita adicional soma-se a outras actividades. O glossário reflecte esta variação de adaptações à exp0loração dos recursos piscatórios”. “Houve alguma preocupação em acrescentar termos específicos da Póvoa da Varzim”, acrescentou a professora reconhecendo que a Póvoa de Varzim acolhe, assim, e reivindica mesmo, a iniciativa de divulgar um instrumento de trabalho que a identifica.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *