Santo Tirso, Sociedade

Dia municipal do bombeiro de Santo Tirso

Numa iniciativa patrocinada pela Câmara Municipal de Santo Tirso, desde 1985, decorreu na tarde de sábado, dia 16 de Maio, as comemorações do Dia Municipal do Bombeiro de Santo Tirso. A organização do evento – que é delegada pelas três corporações de bombeiros do concelho – coube este ano à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso (Vermelhos). 

Sob presidência de Castro Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, a cerimónia solene comemorativa do evento decorreu no salão nobre dos Paços do Concelho e contou com a presença dos representantes da Autoridade Nacional de Protecção Civil, da Liga dos Bombeiros Portugueses, da Federação Distrital dos Bombeiros do Porto, dos presidentes e comandantes das três Corporações de Bombeiros Voluntários do concelho, do restante executivo camarário, de muitas individualidades do concelho, para além de muitos bombeiros e seus familiares. 

Coube ao presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso, dr. Asuil Dinis, a primeira intervenção da tarde, tendo começado por saudar a Câmara Municipal de Santo Tirso, na pessoa do seu presidente, pela realização de mais uma edição do “dia municipal do bombeiro”, numa iniciativa que, segundo ele, “data já de 1985” e cuja razão de ser pretende “sublinhar o sentido de voluntariado destas mulheres e homens” que com forte sacrifício “insistem em ser baluartes de humanismo”.  

O representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, Comandante José Campos, para além de afirmar que “se sente em casa, sempre que se desloca a Santo Tirso”, adiantou que é sempre bom saber e constatar “que à frente da Câmara Municipal de Santo Tirso” está alguém que “sabe homenagear o esforço dos seus bombeiros”, afinal “homens e mulheres com e sem farda” que são “o pilar da nossa segurança”. Mostrando-se satisfeito por ver tantos jovens na formatura, José Campos concluiu dizendo com agrado que, afinal, “o voluntariado não está em crise”. 

Também o Coronel Teixeira Leite, Comandante Distrital de Operações de Socorro do Porto e representante da Autoridade Nacional de Protecção Civil, relevou “o papel e o apoio da Câmara Municipal de Santo Tirso e do seu presidente aos seus bombeiros”, salientando que, em Santo Tirso, esse apoio “é feito de actos e não de palavras”, recordando que, em Santo Tirso já foram criadas as “equipas de intervenção permanente” e estão a ser dadas aos bombeiros do concelho “as melhores condições” para que possam desempenhar com eficácia “o mais nobre dos serviços públicos”. 

Na sua intervenção, o presidente da Edilidade Tirsense, engº Castro Fernandes, começou por afirmar que ao repetir esta efeméride, a Câmara Municipal de Santo Tirso “não está a cumprir uma rotina” mas sim e principalmente “a homenagear e a lembrar a dedicação diária destas mulheres e homens, que voluntariamente, dedicam uma grande parte da sua vida ao serviço comunitário”. Lembrou depois que só com ajuda de todos “bombeiros, autarquia, associações florestais e autoridades nacionais” foi possível atingir os resultados de 2008 na área da Defesa de Floresta, não deixando de relevar a cooperação com a Associação de Silvicultores do Vale do Ave e com a Autoridade Florestal Nacional “em matéria de prevenção, do uso do fogo e da limpeza das florestas”. E foi mais longe ao elogiar o excelente trabalho da Comissão Municipal de Defesa da Floresta, que integra as três corporações dos Bombeiros Voluntários deste município, as Forças de Segurança, os proprietários e produtores florestais, a Autoridade Florestal Nacional, as Juntas de Freguesia, a Câmara Municipal e até as centenas de jovens OTL’s que integram o Projecto “Vigiar para Preservar”. E, mais adiante, Castro Fernandes deu a conhecer não só o montante da ajuda que deu às três corporações de bombeiros do concelho e que neste ano “orçou os 82 500 euros”, quantia que poderá ser aumentada, dependendo esse aumento – disse, em jeito de novidade – “da data de entrada em vigor das Equipas de Intervenção Permanente”, sendo que neste processo “o concelho de Santo Tirso é pioneiro”. E concluiu, relembrando a continuação de outros apoios aos bombeiros, enquadrado pelo Regulamento de Concessão de Regalias aos Bombeiros do Município, que se traduz num conjunto de regalias sociais que integram desde “os seguros contra acidentes sociais, às bolsas de estudo, ao apoio jurídico, ao acesso gratuito a actividades culturais e desportivas promovidas pela Câmara Municipal, ao acesso à habitação em condições privilegiadas, à redução de taxas em serviços municipais ou ao apoio a acções de formação”. 

A cerimónia decorreu então com a entrega das seguintes medalhas: 

MEDALHAS DE SERVIÇOS DISTINTOS 

Agostinho Campos Ferreira – Director desde 1998 da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso

José Neves de Azevedo – Sub-Chefe da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Tirsenses

Armando Azevedo Abreu – 2º Secretário da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila das Aves 

MEDALHAS DE MÉRITO E DEDICAÇÃO 

     GRAU PRATA (25 ANOS DE SERVIÇO EFECTIVO)

         – Mário Duarte Neto de Sousa, bombeiro de 1ª da AHBV Santo Tirso

         – Joaquim Ferreira da Silva, bombeiro de 1ª da AHBV Santo Tirso

         – António Pereira Lopes, bombeiro de 1ª da AHBV Santo Tirso

         – Eduardo António Moreira Matos, bombeiro de 3ª da AHBV Santo Tirso

         – Aprígio Arnaldo Monteiro Ribeiro, bombeiro de 3ª da AHBV Santo Tirso. 

     GRAU BRONZE (15 ANOS DE SERVIÇO EFECTIVO)

         – Agostinho José Alves Dinis – 2º Comandante da AHBV Tirsenses

         – José Paulo Silva Salgado – Bombeiro 1ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Luís Manuel Silva Andrade – Bombeiro 1ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Sandra Marlene Ferreira Monteiro – Bombeiro 2ª Classe da AHBV Tirsenses

         – José Domingos Araújo Paiva – Bombeiro 2ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Pedro Daniel Rodrigues Sousa – Bombeiro 2ª Classe da AHBV Tirsenses

         – António Agostinho Magalhães Marinho – Bombeiro 3ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Fernando Manuel Paiva Carneiro – Bombeiro 3ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Carlos Alberto Freitas Silva – Bombeiro 3ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Cristina Mariana Ferreira Pinto Guimarães – Bombeiro 3ª Classe da AHBV Tirsenses

         – Carlos Alberto Oliveira Monteiro – Bombeiro 3ª Supra da AHBV Tirsenses

         – José Manuel Martins Lopes Gonçalves, bombeiro de 1ª Classe da AHBV de Vila das Aves

         – Raul Horácio da Silva Oliveira, Bombeiro de 1ª Classe da AHBV de Vila das Aves

         – Luís Miguel Teixeira Borges – Bombeiro 3ª da AHBV de Santo Tirso

         – Adriano Andrade Barros – Bombeiro 3ª da AHBV de Santo Tirso

         – Carlos Alberto Rêgo – Bombeiro 3ª da AHBV de Santo Tirso

         – António Basílio Gomes Coelho – Bombeiro 3ª da AHBV de Santo Tirso

         – António Manuel Alves Silva Nunes – Bombeiro 3ª da AHBV de Santo Tirso

         – Domingos Gomes de Andrade – Bombeiro 2ª da AHBV de Santo Tirso

         – Pedro Jorge Moreira Matos – Bombeiro 1ª da AHBV de Santo Tirso 
 

A sessão solene terminou com a entrega da Medalha de Mérito Municipal a Augusto da Silva Salgado (foto), Chefe do Quadro Honorário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Tirsenses, cujo exemplar percurso profissional enquanto bombeiro e dirigente mereceu o reconhecido publico por parte da Câmara Municipal de Santo Tirso. A sua progressão nos bombeiros começou em 1961 então jovem aspirante, tendo chegado aos postos de chefia em 1995 (então como sub-chefe) e mais tarde em 2003 (como chefe). Foram mais de 48 anos dedicados aos Bombeiros, exercendo as suas funções sempre com elevado espírito de responsabilidade e abnegação e pela sua constante preocupação em aperfeiçoar os seus conhecimentos para melhor poder exercer as suas funções. Numa época em que é importante incentivar o voluntariado, a atribuição desta Medalha de Mérito pretende ser também o reconhecimento do município pelo importante papel dos bombeiros para a comunidade, esperando-se que a dedicação do homenageado a esta causa possa servir de exemplo aos jovens do nosso tempo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *