Sociedade, Vale de Cambra

Experiência de projecto de gestão municipal apresentada nas Jornadas de Modernização Administrativa – Vale de Cambra

O Sistema de Gestão Municipal (SGM) implementado na Câmara de Vale de Cambra vai estar no centro do debate nas Jornadas de Modernização Administrativa a realizar esta sexta-feira no Centro Cultural de Macieira de Cambra, anunciou hoje fonte da autarquia.

O SGM abrange a totalidade das áreas funcionais dos serviços municipais, estando envolvidos cerca de 150 funcionários na sua utilização para realizarem as actividades do dia-a-dia.

Para suportar a tramitação da informação associada aos processos municipais foi definido o «workflow» de 192 tipos diferentes de processos.

«Se quiséssemos fazer obra, só tínhamos uma alternativa: poupar nos nossos próprios recursos. Para isso, tínhamos que racionalizar os processos de funcionamento de toda a Câmara», disse o presidente do município, José Bastos, sublinhando que «com base nesta ideia que surgiu o projecto faseado de modernização administrativa que a Câmara tem vindo a concretizar desde finais de 2004».

Com este projecto, o município já obteve «vários resultados francamente positivos».

As contas municipais do passado ano, que mostraram «a maior execução de sempre» da autarquia, são o exemplo apontado por José Bastos. «Além de termos executado obra, conseguimos pagá-la. Também aconteceu pela primeira vez nesta Câmara que a receita arrecadada pelo município em 2008 (em plena crise) foi igual à receita proveniente do Estado. Este equilíbrio ficou a dever-se essencialmente aos nossos esforços de modernização administrativa», acrescentou o autarca.

Durante as Jornadas de Modernização Administrativa – a decorrer entre as 09:30 e as 16:00 – «serão relatadas a abordagem e a experiência do município de Vale de Cambra na implementação deste projecto e partilhadas as mais-valias do mesmo com os participantes».

A organização pretende «comunicar um exemplo concreto de um novo paradigma de gestão municipal e de relacionamento com os munícipes, bem como o papel das tecnologias de informação e comunicação para concretizar esse paradigma».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *