Arouca, Sociedade

A32 «facilita muito» o acesso a Arouca – José Artur Neves

A nova auto-estrada (A32) «vai facilitar muito» o acesso a Arouca, mas o desenho rodoviário local só ficará concluído com a via estruturante e a ligação ao interior Norte de Portugal através do IC35 (Itinerário Complementar 35), defendeu o presidente da autarquia, José Artur Neves.

«A A32 tem para nós uma importância muito grande, designadamente no acesso para Norte e para Sul, pois de futuro não iremos precisar de ir ao nó da auto-estrada de Santa Maria da Feira», afirmou à EDV Informação o autarca, sublinhando, contudo, que «o problema das acessibilidades ao concelho só será resolvido» com a futura via estruturante e a concretização do IC35.

«A A32 não chega. Queremos também a ligação Arouca-Feira – a via estruturante que nos liga ao Litoral – e a ligação ao interior Norte de Portugal, através do IC35», disse.

Segundo o presidente da autarquia, o projecto da A32 contempla três nós que servem directamente o município de Arouca: Carregosa (Oliveira de Azeméis); Louredo (Santa Maria da Feira); e um próximo de Escariz.

«Estes três nós servem várias freguesias do chamado fundo do concelho e qualquer um deles ficam a cerca de 15 minutos da sede do município», explicou José Artur Neves.

A A32 (S. João da Madeira/Carvalhos) insere-se na concessão das auto-estradas «Douro Litoral», adjudicada em Dezembro de 2007 a um consórcio liderado pela BRISA.

A concessão, que envolve um investimento de 872 milhões de euros, estende-se por um total de 129 quilómetros.

De acordo com a informação divulgada pelo Ministério das Obras Públicas, a construção dos novos lanços irá beneficiar directamente cerca de um milhão e quinhentos mil habitantes entre Maia e Oliveira de Azeméis, na fronteira com o município de Vale de Cambra.

Esta concessão inclui a construção dos lanços S. João da Madeira/ Carvalhos, Picoto/Nó da Ermida e Gondomar/Covelo e a beneficiação dos troços entre Ameal/Leça do Balio, Coimbrões/Ponte da Arrábida, Nó de Santo Ovídio/Coimbrões, Carvalhos/Nó da VCI, Nó de Francos/Nó da VCI, Ponte da Arrábida (Norte)/Sendim, Espinho/Picoto, Ponte do Freixo Norte/Gondomar e Coimbrões/Ponte do Freixo Sul.

O lanço Gondomar/Covelo estará concluído em Agosto de 2010, tendo os restantes conclusão prevista para 2011.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *