Arouca, Cultura

Saberes e Sabores de Cister no Mosteiro de Arouca

De 1 a 3 de Maio, o Mosteiro de Arouca ganha nova vida, com a 5.ª edição do evento «Cister, Saberes e Sabores», uma organização da associação Animapatrimónio. Exposições, oficinas, momentos musicais e visitas guiadas ao Mosteiro dão a conhecer os saberes e os sabores desta ordem religiosa que, através dos seus mosteiros, em muito influenciou o desenvolvimento dos povos. Cerca de 20 mosteiros desta ordem mostram os seus produtos e dão-se a conhecer ao muito público que costuma visitar Arouca por esta ocasião, em que se celebra também a festa da Rainha Santa Mafalda, padroeira do Município.

A (re)descoberta das iguarias e dos conhecimentos legados pela Ordem de Cister é a proposta da Associação Anima Património para o evento que se realiza, na sua V Edição, no valioso e emblemático monumento que é o Mosteiro de St.ª Maria de Arouca.
Regendo-se pela regra de S. Bento, estilo de vida simples harmonizada pela oração e trabalho, Cister é testemunho vivo do espírito dinâmico dos monges e monjas que trabalhando a terra onde se instalaram, moldaram as regiões à sua imagem. Baluartes de cultura, os Mosteiros Cistercienses são ainda força motriz de desenvolvimento.
«Cister Saberes e Sabores 2009» visa a promoção turística e a divulgação do património local, nacional e internacional relativo à Ordem de Cister e pretende ser um pólo de intercâmbio, experiências e partilha de conhecimentos, promovendo cultura e identidade.
Durante estes dias, Arouca será ponto de encontro nacional e internacional, da importante herança patrimonial de uma ordem religiosa que marcou a história e a evolução deste concelho, do país e de todos os de tradição Cisterciense.
Nesta aposta cultural, patrimonial e turística, os Saberes de Cister traduzem-se em oficinas, exposições temáticas, visitas guiadas e concertos musicais, enquanto que os Sabores surgem sob a forma de mostras, fabrico e venda de doçaria, licores, ervas medicinais e vinhos.
Memorizar a Identidade, valorizar o presente e perspectivar o futuro é uma estratégia de dignificação e desenvolvimento.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *