Educação, Oliveira de Azeméis

Alunos de Palmaz e Pindelo contam já com bibliotecas – Oliveira de Azeméis

As escolas EB de Palmaz e Pindelo passaram a oferecer melhores condições de aprendizagem e conhecimento aos seus alunos com a concretização de um velho sonho: a inauguração das suas bibliotecas escolares. 
A abertura dos dois espaços implicou um investimento global de 46 mil euros, dos quais 22 mil euros da responsabilidade da autarquia e os restantes do Ministério da Educação (ME). 
O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis considera o investimento realizado uma responsabilidade natural da autarquia.  
«Como autarcas temos de assumir a responsabilidade de melhorar o parque escolar colaborando com o poder central pois é nesta parceria que podemos melhorar as estruturas dando mais qualidade de ensino às crianças e proporcionando melhores condições aos professores», disse Ápio Assunção. 
As inaugurações, que tiveram a presença da directora regional de Educação do Norte (DREN), coincidiram com a comemoração do Dia Mundial do Livro.  
O presidente do município frisou não existir «melhor maneira de comemorar esta data do que inaugurar estes espaços que fazem parte da escola do futuro que temos de continuar a promover». 
O sector da educação tem sido uma prioridade, um esforço que não vai parar, referiu o autarca. «As crianças precisam de mais e melhores meios de aprendizagem e as bibliotecas são fontes de saber e conhecimento», concretizou o autarca anunciando ter sido investidos 18 500 euros na escola de Palmaz.  
A candidatura, que viabilizou o investimento, foi aprovada em 2008 pela Rede de Bibliotecas Escolares, tutelada pelo Ministério da Educação.  
A verba dispendida envolveu a aquisição de equipamento e mobiliário, fundos documentais, financiados pelo Ministério da Educação, e obras por administração directa, a cargo da autarquia. 
Na EB de Pindelo, frequentada por cerca de 90 alunos, a candidatura foi aprovada pelo ME em 2006 e o investimento ascendeu a 27 800 euros.

Margarida Moreira, directora da DREN, sublinhou a importância das bibliotecas considerando-as a «sala de visitas de todas as escolas». Por isso anunciou que «neste ano lectivo todas as escolas do norte do país estão equipadas com bibliotecas». 
A instalação das bibliotecas foi «uma luta de vários anos», feita com muita persistência mas que «valeu a pena», afirmaram as coordenadoras das duas escolas.

Os dois equipamentos integram a Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares tendo as candidaturas sido apresentadas pelos agrupamentos de escolas.  
O município executou as obras após a aprovação das candidaturas e das verbas atribuídas pelo ME para a aquisição de equipamentos e fundos documentais

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *