Oliveira de Azeméis, Sociedade

Inauguração da Escola Superior de Enfermagem da Cruz Vermelha Portuguesa – Oliveira de Azeméis

A nova Escola Superior de Enfermagem (ESE) da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira de Azeméis, um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros, é inaugurada quarta-feira, anunciou fonte da instituição.

A ESE já funciona nas novas instalações desde o início de 2009, após cerca de seis anos sedeada no edifício da antiga Escola Bento Carqueja.

«Depois do processo de mudanças – iniciado no final do passado ano -, consideramos que estão a funcionar em pleno as actividades lectivas e administrativas», disse Henrique Pereira, em declarações à EDV Informação.

Segundo o responsável, 2009 é «o ano de acabar de equipar a escola, designadamente os laboratórios de práticas». «Mas neste momento já estamos a prestar um serviço de qualidade aos nossos alunos», frisou.

Será no novo edifício que Henrique Pereira espera concretizar uma das ambições da ESE: transformar-se em Escola Superior de Saúde, com novos cursos na área das tecnologias da saúde.

«A criação da Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira de Azeméis representará um incremento enorme, não só sob o ponto de vista quantitativo, mas também qualitativo, na medida em que podemos ter um conjunto vasto de áreas profissionais no âmbito da saúde», afirmou o director da ESE, que aponta o ano lectivo de 2009-2010 para o arranque dos novos cursos.

Frequentam a ESE, no presente ano lectivo, 214 alunos no curso de licenciatura em Enfermagem e 105 nos quatro cursos de pós-licenciatura.

Desde o seu primeiro curso em Novembro de 2002, a ESE regista 325 enfermeiros licenciados, 304 formandos em cursos de formação contínua, 20 enfermeiros com pós-licenciatura de especialização em enfermagem de saúde materna e obstetrícia e 43 com pós-licenciatura de especialização em enfermagem comunitária.

A cerimónia de inauguração, que decorrerá quarta-feira, a partir das 14:30, contará com a presença do presidente nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, Luís Barbosa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *