Santo Tirso, Sociedade

Construção da nova esquadra da PSP em Santo Tirso

O Secretário de Estado da Administração Interna, Rui Sá Gomes, deslocou-se hoje, segunda-feira, dia 20 de Abril, a Santo Tirso, para homologar o Protocolo celebrado entre Direcção-Geral de Infra-Estruturas e Equipamentos do Ministério da Administração Interna (representada pelo seu Director-Geral José Revez), a Câmara Municipal de Santo Tirso (representada pelo seu Presidente, Castro Fernandes) e a Polícia de Segurança Pública (representada pelo Comandante do Comando Metropolitano do Porto, Pinto Vieira) para a CONSTRUÇÃO DA NOVA ESQUADRA DA PSP em Santo Tirso. 
 

NOVA ESQUADRA VAI CUSTAR DOIS MILHÕES DE EUROS 

Pelo presente protocolo, a Câmara Municipal de Santo Tirso cede, a título gratuito, pelo prazo de 50 anos (renovável automaticamente) e a favor do Estado, o direito de superfície de um terreno com 2. 572 metros quadrados, sito na Rua do Picoto (zona da Encosta Nascente próxima do Pavilhão Desportivo Municipal), em Santo Tirso, para aí ser implantada a nova Esquadra da PSP.  

Por seu lado, o Governo compromete-se a promover e a custear – por cerca de dois milhões de euros – a empreitada de construção da nova esquadra. Refira-se que o projecto de construção da nova esquadra já está pronto (trata-se de um projecto-tipo para este tipo de equipamentos), pelo que, após algumas adaptações (que tem que ver com as características do terreno), a obra será lançada a concurso público. 
 

«Santo Tirso já merecia esta distinção…» 

Na cerimónia de assinatura do protocolo que decorreu no salão nobre dos Paços do Concelho, Castro Fernandes mostrou-se “satisfeito pela assinatura do protocolo”, confidenciou que as negociações decorreram bem e de forma rápida “graças à intervenção directa do Sr. Secretário de Estado” ” e enalteceu a “grande contribuição” dada pela Governadora Civil do Porto, Isabel Oneto. Realçando a “excelente localização do terreno” onde vai ser construída a esquadra, porquanto fica numa “zona nova da cidade” com boa ligação ao centro e “próxima dos equipamentos mais importantes da cidade”, Castro Fernandes concluiu, afirmando que “Santo Tirso já merecia esta distinção…”, tanto mais que as actuais instalações da PSP “já não oferecem as melhores condições de funcionalidade”.  
 

«SEGURANÇA, A PRIMEIRA DAS PRIORIDADES E A ÚLTIMA DAS DEMAGOGIAS…» 

Já o Secretário de Estado da Administração Interna, Rui Sá Gomes, para quem “é sempre um prazer estar nesta bela terra de Santo Tirso” e, agradecendo a “grande contribuição da Câmara Municipal de Santo Tirso, na pessoa do seu presidente, Castro Fernandes” não deixou de afirmar que “só através de um esforço conjugado” é possível investir em mais Segurança, ora “requalificando as infra-estruturas existentes” ora “reforçando a formação dos agentes”, ora “apostando no policiamento de proximidade e na prevenção” num caminho que pretende “assegurar a paz pública” e melhorar “a prestação de um serviço às populações”. “O actual Governo”, concluiu Rui Sá Gomes, entende a Segurança “como a primeira das prioridades e a última das demagogias” e, por isso, quer “dar mais segurança às pessoas, diminuindo a criminalidade e dignificando os seus agentes”. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. depois faltam os carros faltam agentes novos motivados, falta a jurisdiçao de toda a area concelhia de santo tirso, ui falta tanta coisa. eu k sou de uma aldeia d santo tirso gostava de ser patrulhado pela PSP, o problema e k o mai ta se a esquecer completamente destes comandos pequenos e isto assim nao funciona.
    Atribuam mais territorio a psp, aumentem o efectivo,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *