Turismo, Vale de Cambra

Aposta no turismo em Vale de Cambra passa pela vertente industrial – José Bastos

A vertente industrial de Vale de Cambra deve ser encarada como «um outro factor de relevo» na promoção do turismo local, afirmou hoje o presidente da autarquia, José Bastos.

«O chamado “Turismo Industrial” deverá fazer parte da nossa estratégia futura, pois sabemos que temos uma palavra importante a dizer nesta matéria», disse o autarca, durante o Fórum Turismo, a decorrer hoje em Vale de Cambra, numa iniciativa da Câmara Municipal.

«Valorizando o nome e o prestígio das nossas empresas estudamos já a possibilidade do turismo industrial contemplar percursos e rotas, nomeadamente nos lacticínios, na metalurgia e nas madeiras, contemplando desta forma diferentes vertentes da indústria valecambrense», referiu José Bastos.

Segundo o presidente do município, a concretização deste objectivo permitirá criar «um pólo específico de atracção turística» na zona urbana de Vale de Cambra, contribuindo «decisivamente para a protecção da arqueologia industrial».

José Bastos reafirmou que o turismo é «uma das prioridades estratégicas» da autarquia. «Este enquadramento estratégico tem permitido o desenvolvimento de diferentes e diversificados projectos, parte dos quais resultando em actividades já no terreno e outras em via de concretização», disse.

Durante o fórum – centrado no novo mapa das regiões de turismo, agora com cinco entidades regionais – foi lançado o «Guia de Oferta Turística de Vale de Cambra», numa apresentação a cargo do presidente do Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo, Jorge Costa.

«Vale de Cambra numa grande região de turismo, com mais escala e funcionando em rede, não tem nada a perder», sublinhou o presidente Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira.

«O município tem claramente a ganhar em termos de afirmação turística, assumindo um protagonismo importantíssimo no contexto regional do Porto e Norte de Portugal», concluiu.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *