Desporto, Oliveira de Azeméis

Taça CERS – Oliveirense «determinada e preparada» para triunfo final – Oliveira de Azeméis

A Oliveirense está «determinada e preparada» para voltar a erguer a Taça CERS em hóquei em patins, depois de o ter feito pela única vez em 1996/97, assumiu hoje à Agência Lusa o treinador-jogador da equipa portuguesa, Tó Neves.

A equipa de Oliveira de Azeméis joga as meias-finais no sábado com a formação espanhola do Mataró (Catalunha), às 19:00 locais (18:00 em Lisboa), no Pavilhão de Lloret del Mar, em Espanha.

O Hóquei Lloret del Mar, equipa com o privilégio de jogar em casa, disputa com os italianos do Viareggio, a partir das 17:00, o acesso à final de domingo, agendada para 12:30.

Tó Neves, com 43 anos, mostra-se esperançado «numa boa participação» da Oliveirense na «final-four» da Taça CERS, mas continua a lamentar a perda da organização do evento.

«Lamento que não se tenha realizado em Portugal e também não acredito naquelas justificações», disse Tó Neves à Lusa, questionando a opção por Llorel del Mar.

O hoquista, ainda assim, prefere desvalorizar esse acontecimento e direccionar as atenções para o jogo das meias-finais, com o Mataró, localidade que dista apenas 40 quilómetros de Llorel del Mar e, por isso, a equipa levará muitos adeptos ao jogo.

«É uma equipa com muita apetência defensiva e, em vantagem no marcador, dificilmente perde o jogo. Ataca pouco mas pela certa e joga no erro do adversário. Tentaremos marcar primeiro», disse.

Tó Neves congratulou-se pela equipa estar na máxima força, sem qualquer lesionado, e, embora oferecendo maior favoritismo às duas equipas de Espanha, assumiu a intenção de trazer a Taça para Portugal – o último triunfo luso na prova aconteceu em 1999/00, pelo Paços d’Arcos.

«Estamos esperançados num triunfo. Neste modelo, de final-four, nunca nenhuma equipa portuguesa conseguiu o troféu. Veremos se é desta. Primeiro, temos de eliminar o Mataró e, depois, na final, tudo pode acontecer».

Amante da modalidade desde sempre, Tó Neves falou ainda da vitória de Portugal no Torneio das Nações, sinal que as equipas lusas estão de volta aos melhores momentos.

«Foi uma excelente vitória, embora a selecção espanhola não estivesse na máxima força. Está a fazer-se um bom trabalho e há bons jogadores. Já havia o estigma de jogar contra Espanha. Que a Oliveirense e o FC Porto também vençam nas competições europeias»,

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *