Educação, Santo Tirso

Presidente Castro Fernandes visita obras de requalificação em escolas – Santo Tirso

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes – acompanhado pela Vereadora da Educação, Ana Maria Ferreira, pelos Presidentes das Juntas de Freguesia, pelos Coordenadores das escolas, pelos Representantes das Associações de Pais e por vários técnicos camarários – deslocou-se nos passados dias 18 e 19 de Fevereiro, em visita de trabalho a sete escolas do concelho onde decorrem actualmente importantes obras de requalificação. 

O périplo pelos vários estabelecimentos de ensino incluiu paragens demoradas na Escola EB1/JI de Sequeirô, EB1/JI de Tarrio (S. C. Couto), EB1/JI de Campinhos (Agrela), EB1/JI de Refojos, EB1/JI de Quinchães e Escola de Cabanas (Monte Córdova) e EB1/JI do Areal (S. Miguel do Couto). 

140 MIL EUROS PARA REQUALIFICAR A EB1/JI DE SEQUEIRÔ  

Depois de há dois anos terem sido substituídas as caixilharias em madeira, num investimento de 15 mil euros, este estabelecimento de ensino está a ser alvo de importantes obras de ampliação, conservação e beneficiação do edifício principal que incluem trabalhos de recuperação das instalações sanitárias e alpendre. A empreitada – orçada em 124 433 euros – inclui ainda a instalação das redes de drenagem de águas pluviais, drenagem de águas residuais, abastecimento de água, rede de gás e aquecimento. Todas estas obras vão permitir transformar a antiga escola primária no novo Centro Escolar de Sequeirô.  

Refira-se que nesta escola estudam 123 alunos (40 no pré-escolar e 83 no primeiro ciclo), 90 dos quais almoçam diariamente na cantina da escola e 18 permanecem na escola depois das aulas. A Câmara Municipal de Santo Tirso atribui mensalmente à Associação de Pais desta escola verbas para fazer face às despesas com a gestão do refeitório escolar e com o prolongamento de horário.  
 

116 mil euros para requalificar a EB1/JI de tarrio (Sta. Cristina do Couto) 

Nesta escola de S. Cristina do Couto foi feita a remodelação de todo o espaço exterior através da criação de novos espaços de recreio activo, conseguindo-se com jogos nos pavimentos e com equipamentos lúdicos destinados ao jardim-de-infância e primária. A empreitada – avaliada em 50 mil euros – incluiu também a drenagem de águas pluviais em todo o recinto escolar, bem como a plantação das zonas destinadas a zonas verdes. Procedeu-se ainda às ligações de águas pluviais e de saneamento da escola às redes existentes na rua frente à escola.

Durante os anos de 2006 e 2007, esta escola sofreu trabalhos de beneficiação avaliados em 66 mil euros que contemplaram a substituição da totalidade das caixilharias em madeira por caixilharias em alumínio com vidro duplo, a pintura exterior do edifício, o tapamento do alpendre posterior, com aplicação de caixilharia envidraçada, pavimento em mosaico, tecto falso, a substituição do telhado do referido alpendre e a pintura dos átrios de acesso às salas de aula.

Refira-se que neste estabelecimento de ensino estudam 86 alunos (32 no pré-escolar e 54 no primeiro ciclo) que almoçam diariamente na cantina da escola. Oito dos alunos permanecem na escola depois das aulas. A Câmara Municipal de Santo Tirso atribui mensalmente à Associação de Pais desta escola verbas para fazer face às despesas com a gestão do refeitório escolar e com o prolongamento de horário.  
 

175 mil euros para requalificar a EB1/JI de CAMPINHOS (AGRELA) 

Nesta importante escola de Agrela decorrem actualmente obras de beneficiação avaliadas em 80 mil euros que contemplam o arranjo do espaço envolvente ao edifício escolar. Prevê-se a instalação de um parque infantil, um parque de jogos, áreas verdes de enquadramento, a execução de uma arrecadação ea pavimentação da área sob o alpendre. Neste momento já se encontram concluídos os trabalhos relativos à rede de drenagem de águas residuais (com ligação à rede pública), os trabalhos de pavimentação da área sobre o alpendre e os passeios envolventes ao edifício. Relativamente à execução da arrecadação, está concluída a estrutura do edifício e encontra-se em fase de acabamentos, prevendo-se a colocação do revestimento em reguado de madeira. Foram executados também, na área posterior ao edifício, trabalhos com vista à regularização dos taludes existentes.

Durante os anos de 2006 e 2007, esta escola sofreu trabalhos de beneficiação avaliados em 95 mil euros fruto da remodelação total do equipamento da cozinha, da adaptação do polivalente para a criação de uma nova sala pré-primária, da execução de uma rampa de acesso para alunos com mobilidade condicionada, da cobertura central do alpendre e da pintura geral do edifício escolar.

Refira-se que neste estabelecimento de ensino estudam 92 alunos (25 no pré-escolar e 67 no primeiro ciclo) que almoçam diariamente na cantina da escola. A Câmara Municipal de Santo Tirso atribui mensalmente à Associação de Pais desta escola verbas para fazer face às despesas com a gestão do refeitório escolar.  

130 mil euros para requalificar a EB1/JI de refojos 

Durante a visita de trabalho que fez à Escola EB1/JI de Refojos, o Presidente Castro Fernandes verificou como foram concluídas as obras – realizadas em 2007 e avaliadas em 80 mil euros – que incluíram a substituição das caixilharias de madeira do edifício antigo por caixilharias de alumínio com vidro duplo, a pintura geral do edifício, a reformulação da instalação eléctrica, o polimento e envernizamento de soalhos, a revisão à cobertura, a substituição dos tectos existentes por tectos em pladur e a adaptação do edifício à legislação de segurança contra incêndios.

Durante a visita foi solicitado pela Coordenadora da Escola uma sala amovível para professores e para receber os pais das crianças, tendo recebido o OK do Presidente Castro Fernandes que propôs aos técnicos que o acompanhavam a implantação de uma sala amovível para o efeito. Mas as novidades não pararam por aí, já que na presença dos professores e dos representantes da associação de pais, foi apresentado o projecto já concluído dos arranjos exteriores a realizar por fases, sendo que a primeira que inclui a construção de uma área de jogos e de recreio com equipamentos lúdicos (parque infantil) deverá arrancar muito brevemente.

Por último refira-se que frequentam esta escola 65 alunos (19 no pré-escolar e 46 no primeiro ciclo) que almoçam diariamente no refeitório. A Câmara Municipal de Santo Tirso atribui mensalmente à Associação de Pais um subsídio para a gestão do refeitório escolar.  
 
 

35 mil euros e parque infantil para a EB1/JI de QUINCHÃES (Monte Córdova) 

Na manhã do dia 19 de Fevereiro, a comitiva camarária foi presenteada com vários momentos musicais pelos alunos da Escola EB1/JI de Quinchães (Monte Córdova) só que a letra das músicas cantadas fora devidamente improvisada para “reclamar” por mais coisas para a escola, nomeadamente um parque infantil, um computador e uma impressora. Em resposta, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso confirmou que a escola pode contar no futuro com todos os equipamentos pedidos. Numa outra canção, os alunos também souberam “agradecer” tudo aquilo que já fora feito na escola. E, de facto, durante o ano de 2007 foram executados melhoramentos nesta escola – no montante global de 28 mil euros – que incluíram obras de ampliação, segurança e conservação do edifício escolar.

Durante a minuciosa visita de trabalho realizada, o Presidente Castro Fernandes verificou que será necessário impermeabilizar uma das paredes do edifício de apoio (a estimativa orçamental aponta para mais 6 600 euros).

Frequentam esta escola 73 alunos (25 no pré-escolar e 48 no primeiro ciclo) que almoçam diariamente no refeitório. A Câmara Municipal de Santo Tirso atribui mensalmente à Associação de Pais um subsídio para a gestão do refeitório escolar.  
 

250 mil euros para uma escola nova em cabanas (Monte Córdova)  

Na Escola de Cabanas, em Monte Córdova, decorrem actualmente obras avaliadas em 250 mil euros que incluem um magnífico projecto de ampliação da escola e a requalificação do edifício existente. Esta escola estará pronta a funcionar no início do próximo ano lectivo, disponibilizando aos alunos duas salas de aula destinadas ao 1º ciclo, instalações sanitárias para crianças, incluindo deficientes e para professores, uma sala polivalente/refeições, uma cozinha e despensa, uma sala de educadores/professores, uma área de arrumos e diversas áreas técnicas. O arranjo dos espaços exteriores contempla um parque de jogos, uma zona com jogos tradicionais e equipamento infantil, áreas verdes de enquadramento, bem como a melhoria dos acessos ao recinto por pessoas ou alunos com deficiência física. 
 
 
 

280 mil euros NA REQUALIFICAÇÃO DA eb1/ji DO aREAL para A TRANSFORMAR NO novo centro escolar de S. Miguel do couto 

Na EB1/JI do Areal, em S. Miguel do Couto, estão em curso obras avaliadas em 280 mil euros que incluem a ampliação da escola e a transformação do antigo edifício escolar no novo Centro Escolar de S. Miguel do Couto. De entre as obras a executar contam-se a construção de um bloco com duas salas de aula, uma galeria, instalações sanitárias e técnicas e um refeitório com cozinha. No espaço exterior haverá uma nova ligação coberta entre o edifício escolar existente e o novo bloco. Ao nível dos acabamentos, poderemos dizer que todos os vidros serão duplos e com qualidade de correcção acústica e que as ferragens serão em aço inox despolido. As obras decorrem a muito bom ritmo pelo que poderemos dizer que o novo Centro Escolar de S. Miguel do Couto vai ser uma realidade a muito curto prazo.

A actual EB1/JI do Areal é frequentada por 88 alunos (36 no pré-escolar e 52 no primeiro ciclo), 78 dos quais almoçam diariamente no refeitório. A Câmara Municipal de Santo Tirso atribui mensalmente à Associação de Pais um subsídio para assegurar o prolongamento de horários. 

UMA PRIORIDADE CHAMADA EDUCAÇÃO

Área na qual foram investidos mais de 20 milhões de euros nos últimos seis anos 

Quando convidado a fazer uma balanço das visitas de trabalho que realizou pelas sete escolas do concelho, Castro Fernandes considerou que foi com base na premissa de que “é preciso apostar no futuro” que a Câmara Municipal de Santo Tirso elegeu desde sempre “a Educação como uma das prioridades da sua acção junto da população do concelho”, pelo que não espanta que a Autarquia tenha investido só nesta área e nos últimos seis anos “mais de 20 milhões de euros”. E adiantou que esse investimento foi feito “quer em obras lançadas no terreno, quer nas áreas de alimentação, transportes escolares e apoio social aos alunos mais carenciados”, dando como exemplos do que afirmara “a cobertura a 100% ao nível das refeições escolares”. E concluiu dizendo que não admira que tenham considerado recentemente o parque escolar do concelho como “um dos melhores da Grande Área Metropolitana do Porto”. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo