S. João da Madeira, Sociedade

Cidade recebe Comité Executivo do Fórum Europeu para a Segurança Urbana – S. João da Madeira

S. João da Madeira vai receber, em Maio, a reunião do Comité Executivo do Fórum Europeu para a Segurança Urbana (FESU), disse o presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto.

O autarca, que preside à secção portuguesa daquele organismo internacional, falava em declarações à Lusa após uma reunião do FESU em Estugarda, na Alemanha.

«Estamos satisfeitos com esta decisão porque ela representa um reconhecimento da contribuição de Portugal para o FESU, que agrupa mais de 500 cidades da quase totalidade dos países da União Europeia», frisou Guilherme Pinto.

O autarca referiu que a principal questão a debater no encontro será a necessidade de manter a coesão social, face à presente crise económico-financeira, de forma a prevenir qualquer surgimento de reacções xenófobas.

A Assembleia-Geral do FESU terá lugar em Junho, em Toulouse, França.

S. João da Madeira, com Matosinhos e Loures, é um dos três municípios portugueses que integram o Comité Executivo daquele organismo internacional.

O Comité Executivo do FESU é constituído por 21 membros de diferentes cidades e organizações europeias, entre as quais se contam aquelas três cidades portuguesas.

Com sede em Barcelona, o FESU articula-se com uma rede de estruturas à escala nacional existentes em diversos países, uma das quais é o Fórum Português para a Prevenção e Segurança Urbana, criado em 2005.

Este é presidido por Matosinhos e dele faz parte, desde a primeira hora, S. João da Madeira.

O FESU – a comemorar 20 anos de actividade – tem estatuto de parceria e aconselhamento, actuando em estreita colaboração com a Comissão Europeia, Conselho da Europa, Parlamento Europeu, Comité Europeu das Regiões e com a Rede Europeia para a Prevenção da Criminalidade.

Trabalhando em rede, as cidades integradas neste fórum internacional desenvolvem trocas de experiências e conhecimentos em matéria da prevenção e segurança, definição de estratégias, metodologias e práticas de actuação.

No caso concreto do Fórum Português, estão delineados objectivos que passam, designadamente, pela criação de um observatório intermunicipal para a segurança urbana, de um guia de desenho urbano para a redução da criminalidade e de um manual de estratégia e política de segurança urbana.

Artigo AnteriorPróximo Artigo