S. João da Madeira, Sociedade

Documento sobre política europeia de segurança votado em S. João da Madeira

Em Maio será aprovado em S. João da Madeira um documento com linhas orientadoras sobre a política europeia de segurança urbana para ser proposto às instâncias comunitárias antes das próximas eleições europeias. Esse será um dos pontos centrais da agenda de trabalhos da próxima reunião do Comité Executivo do Fórum Europeu para a Segurança Urbana (FESU), marcada para o município sanjoanense. 

A decisão de realização em S. João da Madeira dessa sessão foi tomada no último fim-de-semana, em Estugarda, na Alemanha. Aí teve lugar o mais recente encontro do Comité Executivo da FESU, do qual faz parte o município sanjoanense, assim como outros dois concelhos portugueses: Loures e Matosinhos. 

O vice-presidente da Câmara Municipal, Rui Costa, representou S. João da Madeira, na reunião de Estugarda do Comité Executivo do FESU, que é constituído por 21 membros de diferentes cidades e organizações europeias. 

Prevenção da criminalidade 

O FESU articula-se com uma rede de estruturas existentes em diversos países, uma das quais é o Fórum Português para a Prevenção e Segurança Urbana, presidido por Matosinhos. Formado em 2005, esta secção portuguesa conta desde a primeira hora com a participação de S. João da Madeira.  

A comemorar os 20 anos da sua criação, o FESU trabalha em estreita colaboração com a Comissão Europeia, Conselho da Europa, o Parlamento Europeu, o Comité Europeu das Regiões e com a Rede Europeia para a Prevenção da Criminalidade. 

Trabalhando em rede, as cidades europeias integradas neste fórum internacional desenvolvem trocas de experiências e conhecimentos em matéria da prevenção e segurança, definição de estratégias, metodologias e práticas de actuação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo