Santo Tirso, Sociedade

Nova rotunda desnivelada para a saída de Guimarães – Santo Tirso

A EP-Estradas de Portugal, S. A., acaba de celebrar com o Município de Santo Tirso um protocolo que visa a execução da empreitada de Remodelação do Nó da Variante à EN 105, em Santo Tirso (junto à Ponte de Frádegas), num investimento de quase dois milhões de euros (1, 6 milhões + IVA).  

Como é do conhecimento público, o entroncamento existente na Variante à EN 105,  na zona dos semáforos junto ao Ribeiro do Matadouro, na Ponte de Frádegas, em Santo Tirso, não tem capacidade para responder em condições de conforto e segurança ao grande volume de tráfego aí existente, pelo que urge avançar para a sua remodelação.  

Refira-se que esta á uma reivindicação antiga da Câmara Municipal de Santo Tirso que, desde a criação das variantes vem alertando as entidades da tutela para a necessidade de obras de desnivelamento no referido nó. 

A solução encontrada pela Câmara Municipal de Santo Tirso e pela “Estradas de Portugal (EP)” – a quem cabe, por concessão, financiar, explorar e requalificar as vias que integram a Rede Rodoviária Nacional, como é o caso da EN 105 – passa pela construção no local de uma rotunda desnivelada, ou seja, na parte superior a variante em viaduto e na parte inferior a rotunda desnivelada com acessos à variante, à Estrada Nacional 105 e à cidade de Santo Tirso.

A opção pela construção de uma rotunda desnivelada começa a ser muito utilizada em situações urbanas porque possui características que permitem uma boa integração paisagística. Neste caso, este aspecto é muito relevante porque o local onde será construída a nova rotunda possui qualidades ambientais assinaláveis. 

Segundo o protocolo assinado, a EP encarregar-se-á da execução integral da obra, ou seja, elaborará o projecto, lançará a obra a concurso e executará a empreitada. Lembramos que nesta altura está já em execução o projecto, adjudicado ao gabinete projectista Geestrada. Recorde-se que a solução encontrada em termos de estudo prévio tinha já sido aprovada pela Câmara Municipal e pela Estradas de Portugal. 

Á Câmara Municipal de Santo Tirso competirá disponibilizar os terrenos necessários à boa execução da obra. 

A assinatura deste protocolo vem, por isso, assegurar a resolução deste problema e constitui um passo muito importante para a melhoria da eficiência rodoviária da via e para a dignificação desta importante entrada da cidade, dotando-a de um enquadramento mais adequado às excelentes qualidades paisagísticas locais. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo