Póvoa de Varzim, Sociedade

Câmara entregou mais de meia centena de diplomas RVCC – P. Varzim

Foram entregues, ao final da tarde de quinta-feira, no Salão Nobre da Câmara Municipal, os diplomas de conclusão dos processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC) a mais de 50 formandos que adquiriram escolaridade equivalente ao 9º ano.
O esforço realizado por todos os formandos que investiram na sua formação académica e na aquisição de novas competências foi um dos aspectos reconhecidos por Macedo Vieira, Presidente da Câmara Municipal, nas palavras que dirigiu a todos os presentes nesta cerimónia. Consciente de que a vontade de melhorar é fundamental para o desenvolvimento do município e do país, Macedo Vieira, afirmou que a Câmara Municipal irá continuar a dar o seu contributo para que todos os interessados em investirem na sua formação tenham melhores ferramentas e condições para o conseguirem.
Para Afonso Oliveira, Vereador dos Recursos Humanos, estes processos são fundamentais para a melhoria das competências num mundo em que o conhecimento e a construção da cidadania são valores indispensáveis, revestindo-se da maior importância para aqueles que um dia deixaram o ensino e reconhecem agora a importância de voltar a estudar.
A Câmara Municipal funciona como mediador e dinamizador destes processos, fornecendo toda a informação e recolhendo as inscrições de todos os interessados, cabendo à Fundação da Juventude a condução dos processos de RVCC.
Moreira da Silva, Representante do Conselho de Administração da Fundação da Juventude, e Alcino Glória, Avaliador Externo dos processos, também quiseram deixar uma palavra de apreço a todos os formandos pelo esforço e dedicação demonstrados para a aquisição desta qualificação.
A aposta no fornecimento de acções de formação, tanto aos munícipes como aos funcionários da autarquia é evidente e continuam abertas as inscrições para novos processos. As sessões serão realizadas em horário pós-laboral em locais ainda a definir. Linguagem e Comunicação, Matemática para a Vida, Tecnologias de Informação e Comunicação e Cidadania e Empregabilidade são as áreas ministradas nos processos para obter a equivalência ao 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico. As áreas para o nível secundário dividem-se em três e são: Sociedade, Tecnologia e Ciência; Cidadania e Profissionalidade; e Comunicação, Língua e Cultura.
Os processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências permitem, a quem tem mais de 18 anos e abandonou o ensino, obter agora a equivalência ao 1º, 2º ou 3º ciclos do ensino básico ou ainda ao nível secundário e são ministrados na sequência de um protocolo assinado pela Câmara Municipal e a Fundação da Juventude. O município garante, desta forma a aposta na formação e qualificação de todos os interessados, que reúnam as condições exigidas.

Artigo AnteriorPróximo Artigo