Sociedade, Trofa

Criado Núcleo Territorial de combate á Toxicodependência na Trofa

Foi assinado no dia 29 de Dezembro, nas instalações da Câmara Municipal da Trofa, o protocolo de criação do núcleo territorial de combate à toxicodependência no concelho da Trofa.
O protocolo foi assinado pelos representantes da Câmara Municipal da Trofa, do Instituto da Droga e Toxicodependência, do Centro de Saúde da Trofa, do Instituto de Segurança Social, da Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso, da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia da Trofa, da Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação da Trofa, da Associação Empresarial do Baixo Ave e a Delegação de Saúde Pública da Trofa, dos agrupamentos verticais de escolas da Trofa e escolas de Coronado e Covelas, da Escola Secundária da Trofa e do Colégio da Trofa.
A criação deste núcleo visa essencialmente o combate à toxicodependência no concelho da Trofa, desenvolvendo Programas de Respostas Integradas no âmbito da prevenção, da minimização dos riscos, da dissuasão e tratamento e da reinserção. Outros dos objectivos são o aumento da abrangência e da acessibilidade e melhor eficácia das intervenções, dirigindo-se a grupos específicos, bem como aumentar o conhecimento sobre o fenómeno dos consumos de substâncias psicoactivas e promover a realização de intervenções coerentes e sustentáveis.
A execução do Plano Operacional de Respostas Integradas – PORI – concretiza-se mediante a identificação e selecção de territórios de intervenção prioritária, através da elaboração de diagnósticos sobre cada território.
Neste âmbito, efectuou-se em Setembro passado a apresentação do Estudo do Plano Operacional de Respostas Integradas relativo ao diagnóstico da toxicodependência no concelho da Trofa, sendo diagnosticado a integração do concelho nas áreas moderadamente prioritárias do distrito do Porto no que respeita à prevenção e tratamento deste flagelo.
Desta forma, o recém-criado Núcleo Territorial de Combate à Toxicodependência da Trofa vai contribuir para a coordenação do PRI, de forma a assegurar a integração das suas intervenções, bem como monitorizar a evolução dos resultados e efectuar avaliações relativamente à territorialidade, à integração, à parceria e à participação, de maneira que esteja assegurada a eficácia deste projecto de combate à toxicodependência no concelho da Trofa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo