Póvoa de Varzim, Sociedade

Eco-Rotundas já decoram a cidade – enfeites de Natal para admirar até 6 de Janeiro – P. Varzim

Algodão, madeira, ramos de árvores, tampas de plástico, embalagens usadas ou têxteis são apenas alguns dos materiais que, até 6 de Janeiro, podem ser vistos em rotundas da Póvoa de Varzim, dando forma a imaginativos enfeites de Natal.
São as Eco-Rotundas, um projecto desenvolvido pelo Pelouro do Ambiente em que participam alunos de várias instituições do concelho, e cujo desafio consiste na elaboração de decorações de Natal de grandes dimensões, utilizando apenas materiais reciclados e reutilizáveis.
Após o período de montagem, que decorreu durante a última semana, as seis propostas decorativas já podem ser admiradas, quer através de um passeio até às várias rotundas, quer através das imagens disponíveis no portal municipal. Assim, coube à EB/JI do Teso a decoração da rotunda da Telecom, que liga a Rua Gomes de Amorim com a Avenida do Mar e com a Avenida Vasco da Gama; já o MAPADI decorou a rotunda dos Pinheiros, que faz a ligação entre a Avenida do Mar e a Rua D. Maria I; na rotunda da Rua da Sacra Família, que liga com a Avenida 25 de Abril, estão expostas as decorações do Centro Social de Bem-Estar São Pedro de Rates; ainda na Avenida 25 de Abril, na ligação com a Rua de Courados, a rotunda foi decorada pelo Colégio de Amorim; na Avenida dos Banhos, a rotunda do Farol, perto das Piscinas Municipais, foi decorada pelo Jardim-de-Infância “O Ribeiro” e a Rotunda de S. Pedro, já na direcção de Vila do Conde, foi decorada pelo Centro Social da Paróquia de Beiriz.
Os enfeites vão agora ser avaliados por um júri, constituído pelo Vereador do Pelouro do Ambiente, Manuel Angélico, pelo Chefe de Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos da autarquia e por um elemento do Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim. Os três melhores trabalhos vão ser premiados, com base numa avaliação que tem em consideração a criatividade dos trabalhos, a diversidade de materiais utilizados e a participação activa dos alunos. A instituição colocada em 1º lugar recebe 800 euros em material didáctico, diminuindo este valor para 200 euros e 100 euros para as colocadas em 2º e 3º lugar, respectivamente. Estas últimas recebem ainda um ecoponto doméstico para além do diploma de participação, também atribuído à instituição vencedora. 
Organizado há já vários anos, o concurso Eco-Rotundas de Natal, mais do que contribuir para o embelezamento da cidade, motiva a população escolar para a “Política dos Três R’s: reduzir, reutilizar e reciclar”. É também um instrumento de sensibilização para a população em geral sobre a problemática da produção de resíduos sólidos urbanos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo