Arouca, Espinho, Gondomar, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Sociedade, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia

Governador de Pernambuco destaca contributo dos portugueses para desenvolvimento da região

O Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, destacou o contributo da comunidade portuguesa ao longo dos séculos no desenvolvimento daquele Estado brasileiro, considerando que os portugueses estão perfeitamente integrados.

«Nós temos aqui uma importante comunidade portuguesa que nos tem ajudado ao longo dos anos e séculos a construir o que somos hoje», disse o governador, em declarações à Agência Lusa após um encontro, terça-feira, com o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, António Braga.

«Temos aqui uma comunidade muito querida e culturalmente estamos muito próximos, os portugueses sentem-se em casa particularmente em Pernambuco, no Recife, e nós quando vamos a Portugal sentimo-nos também em casa», realçou Eduardo Campos.

Também António Braga, que iniciou terça-feira uma visita de seis dias ao Brasil, elogiou a «capacidade de integração da comunidade portuguesa» que, considera, «contribui para o desenvolvimento da região» de Pernambuco.

Os dois governantes referiram ainda as excelentes relações entre Portugal e o Brasil, tendo o Governador de Pernambuco destacado as parcerias que existem neste momento, nomeadamente entre as petrolíferas portuguesa Galp e brasileira Petrobras e na área da educação, ciência e tecnologia, «que são estratégicas» para os dois países, «sobretudo no ambiente económico que se vive agora».

Ainda na terça-feira, o secretário de Estado das Comunidades jantou com cerca de uma centena de portugueses e luso-descendentes no Clube Português do Recife, uma instituição com 74 anos, cuja equipa de andebol amador é a actual campeã do Brasil e de onde já saiu também uma nadadora que participou nos jogos olímpicos.

Segundo estimativas, vivem no Recife cerca de 1.000 portugueses e em todo o Estado de Pernambuco cerca de 5.000, maioritariamente empresários na construção civil, madeiras ou panificação, mas também médicos ou advogados.

Na visita ao Brasil, o secretário de Estado das Comunidades vai ainda ao Rio de Janeiro e a São Paulo, cidades que acolhem cerca de 90 por cento dos cerca de 600.000 portugueses que vivem do Brasil, de acordo com dados oficiais.

Artigo AnteriorPróximo Artigo