Santo Tirso, Sociedade

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência Assinalado em Santo Tirso

“Este aplauso é para vocês”. Assim começou a festa que assinalou ontem, dia 3 de Dezembro, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência e que decorreu no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso, entre as 15 e as 17 horas. O espaço encheu-se de “artistas por um dia” – que acompanhados por familiares, auxiliares e educadoras, encheram o palco com vários momentos carregados de riqueza humana e artística.

A iniciativa – que foi organizada pela Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente de Santo Tirso (CAID) com o apoio da Câmara Municipal – decorreu sempre muito animada, tanto assim que, no final, o presidente da cooperativa (e da câmara municipal), Castro Fernandes, afirmou: “Depois desta magnifica festa, é impossível deixar de agradecer a todas as instituições que colaboraram e participaram nesta iniciativa”.

O ESPECTÁCULO DIVIDIDO EM NOVE MOMENTOS

A Vereadora de Acção Social, Júlia Godinho, apresentou o primeiro momento artístico da tarde e o Rancho Folclórico da CAID subia ao palco e abria um espectáculo preenchido por nove momentos de entretenimento. Depois das tradicionais danças folclóricas, seguiu-se um ritmo mais moderno. Com um estilo hip-hop, a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Matosinhos apresentou a dança intitulada “Yoo”. O Centro Social e Paroquial de Alfena apresentou também um momento de dança tradicional portuguesa e a CerciMarco, com uma coreografia da adaptação do tema dos ABBA, Mamma Mia, conseguiu a participação de quase todos os presentes.

Os ritmos e os estilos foram diversificados. “A Estrelinha Mágica” foi a peça de teatro apresentada pela Obra Social e Cultural Sílvia Cardoso e a Casa de Acolhimento Sol Nascente, com muita cor e movimento, exibiu um número de expressão corporal. Já na recta final, a Associação Lavrense (Matosinhos) apresentou a dança “Rodeo” e os elementos “da casa”, CAID, encerraram a festa com a dança “One more time”.

Numa tarde especial, o destaque vai também para a Associação “Criar Oportunidades à Deficiência” (A.C.O.D.) que, com um workshop sobre “vestuário inclusivo” e em parceria com uma spin-off da Universidade do Minho (We Adapt), apresentaram um projecto que visa a criação de vestuário pratico, confortável e moderno a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Em simultâneo, decorreu uma mostra de trabalhos realizados pelos utentes das diversas instituições. Tapetes, bijutaria, peças de cerâmica e pinturas em azulejos foram alguns dos materiais em exposição e disponíveis para venda.

O QUE É E ONDE FICA O NAID

Inaugurado em Novembro de 2003, o Núcleo de Apoio à Integração do Deficiente (NAID) de Santo Tirso é um equipamento municipal criado para responder à problemática da deficiência nas suas diferentes dimensões, como a ocupação, formação e inserção sócio-profissional dos seus utentes (jovens adultos com idade superior a 16 anos).

Na construção deste equipamento social, a Câmara Municipal de Santo Tirso investiu cerca de 1, 4 milhões de euros. Dispondo de uma área de utilização de 1 900 m2, o NAID acolhe diariamente 16 jovens em formação profissional e outros 30 em centro de actividades ocupacionais (CAO).

O NAID está instalado no Loteamento Industrial Municipal de Fontiscos, junto à rotunda da saída de Santo Tirso na A3.

Artigo AnteriorPróximo Artigo