Arouca, Cultura

Festival de Cinema aposta no público jovem – Arouca

O Festival Internacional de Cinema de Arouca, a decorrer entre 21 e 23 de Novembro, quer “redobrar a participação” da comunidade escolar, disse o director do certame, João Rita.

“É das escolas que têm surgido as maiores interactividades com o festival”, afirmou o responsável. “Além das curtas-metragens que têm vindo a realizar, os trabalhos conjuntos com a Escola Secundária de Arouca foram a alavanca para o nascimento do Clube de Artes Cénicas neste estabelecimento de ensino”, sublinhou.

A organização do “Aroucafilmfestival” dinamiza a partir de segunda-feira um “workshop” destinado à população escolar, subordinado ao tema “Geoparque Arouca”.

Os participantes são convidados a visitar cenários do concelho tendo em vista a realização de uma curta-metragem a ser exibida no último dia do festival.

“Trazer os mais novos ao festival, continua a ser uma das nossas apostas”, referiu João Rita.

“Devido à grande afluência de público jovem, tivemos necessidade de criar uma secção específica para os mais novos”, disse, anunciando que a secção “inter-escolas” vai ter a participação da Escola Secundária de Arouca, Escola Secundária Bento Carqueja, Casa da Juventude de Santa Cruz do Bispo e a Casa da Juventude de S. Mamede Infesta.

O Cinema Globo d’Ouro volta a ser o palco do evento com um orçamento na ordem dos cinco mil euros, que inclui projecções, “workshops” e exposições de pintura e fotografia.

O filme “Salvador – História de um Milagre Quotidiano”, realizado pelo espanhol Abdelafit Hwidar, venceu em 2007 o “Aroucafilmfestival”, entre 45 filmes a concurso provenientes de Espanha, Brasil, Inglaterra, Holanda, EUA e Ucrânia e Portugal.

O certame – promovido pela autarquia e comissão organizadora – foi criado em 2003 por João Rita em sintonia com um grupo de amigos, estudantes de cinema e dirigentes da Associação Académica de Arouca.

Artigo AnteriorPróximo Artigo