Oliveira de Azeméis, Sociedade

Instituições e população juntas na chama da solidariedade – Oliveira de Azeméis

A “Chama da Solidariedade”, que está a percorrer o país numa iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), foi recebida no município de Oliveira de Azeméis perante a adesão de muitos munícipes e instituições concelhias.  
A recepção decorreu no Largo da República numa cerimónia que incluiu dança e a actuação musical de algumas instituições e intervenções sobre a importância da iniciativa da CNIS que culminará na cidade de Barcelos com a realização da Festa da Solidariedade. 
Na intervenção que proferiu, a vereadora do pelouro de acção social considerou que “a Solidariedade Social tem futuro porque nas nossas instituições e nas nossas comunidades existem ainda muitas pessoas solidárias, generosas e determinadas”. 
Gracinda Leal recordou que o projecto, embora de âmbito nacional, “pretende promover localmente o encontro de todos quantos se dedicam à causa social” sendo uma “montra de vitalidade e de afirmação de valores como a solidariedade”.  
“A Rede Social de Oliveira de Azeméis quis dar o seu contributo na organização da passagem da ‘Chama da Solidariedade’ mostrando que também as suas instituições, com os seus dirigentes, colaboradores, utentes e voluntários fazem da Solidariedade Social a sua acção diária”, observou a responsável da acção social.  
“Este é um caminho de sentido único, pois só assim podemos avançar e construir um futuro solidário onde a chama nunca se irá apagar”, adiantou a autarca que se encontrava acompanhada do presidente da autarquia, do representante da CNIS e de outras entidades.  

Artigo AnteriorPróximo Artigo